Prévia da inflação marca maior alta para novembro desde 2002

Reprodução/Agência Brasil
Reprodução/Agência Brasil

Dados divulgados hoje (25) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) consideram que a prévia da inflação brasileira, o IPCA-15 (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15) teve alta de 1,17% em novembro. Esse foi o maior resultado para o mês desde 2002, quando chegou a 2,08%.

Já no acumulado do ano, a prévia da inflação foi de 9,57%. Em 12 meses, o percentual subiu de 10,34% em outubro para 10,73% em novembro. Essa é a maior taxa desde fevereiro de 2016, quando atingiu 10,84%.

Todos os nove grupos pesquisados tiveram alta em novembro. A maior contribuição vieram dos Transportes, com crescimento de 2,89% e impacto de 0,61 ponto percentual no índice. A gasolina subiu 6,62% no mês.

Só o combustível teve impacto de 0,4 ponto percentual no índice. No ano, a gasolina já subiu 44,83%. O diesel teve alta de 8,23% em novembro. O etanol, 7,08%.

Por fim, o grupo Habitação subiu 1,06%, puxado pelo botijão de gás (+4,34%), alimentação e bebidas (+0,40%), habitação (1,06%), artigos de residência (+1,53%), vestuário (1,59%), transportes (2,89%), saúde e cuidados pessoais (+0,8%), despesas pessoais (0,61%), educação (+0,01%) e comunicação (0,32%).

Com informações Poder 360

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *