Mato Grosso do Sul entra em situação de emergência por conta da seca e estiagem

Divulgação/PGMS
Divulgação/PGMS

Nos 79 municípios de Mato Grosso do Sul foi decretado situação de emergência em decorrência da seca e estiagem, nesta segunda-feira (2). Com o pequeno volume de chuvas, a decisão visa ajudar o setor produtivo do Estado.

O anúncio foi feito pelo governador Reinaldo Azambuja, após uma reunião com Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS), Aprosoja (Associação Brasileira dos Produtores de Soja), Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) e Defesa Civil. 

O governador Azambuja explicou que existe um monitoramento da seca e estiagem desde dezembro. E a decisão do decreto é para as empresas do setor produtivo poderem ter lugar para recorrer. “Na prática o produtor poderá acionar o seguro, conseguir com as instituições financeiras a possibilidade de ampliar o pagamento de suas dívidas e abre a oportunidade de negociações. O decreto também permite que o poder público municipal, estadual e federal possa auxiliar neste momento”, completa.

Na tarde desta segunda-feira (3) haverá uma reunião com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, e com os secretários de Agricultura de Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul, e Santa Catarina, para discutir e ter ideias sobre a situação que tem prejudicado esses estados.

(Com assessoria)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.