Mais de 1 milhão de doses de Sputinik canceladas

Mais de 1 milhão de doses de Sputinik canceladas

Mais de 1 milhão de doses de Sputinik canceladas. Isto depois do Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmar que o Brasil não precisa das vacinas Sputnik V e Covaxin. Ao todo, o lote de 1,1 milhão de doses da vacina russa contra a COVID-19 não chegam ao Brasil. 

Então, a previsão, da chegada Sputnik V não fica disponível para os brasileiros. Aliás, estava prevista para chegar nesta quarta-feira (28). 

Isto indica uma retaliação. Já que a decisão é do Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF). Este é o órgão responsável pela negociação da venda com o Brasil.

Confirmação

Enfim, esta confirmação foi feita pelo jornal O Globo. Aliás, reforçando o cancelamento após a declaração do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. Lembra? Ele disse que o Brasil “não tinha necessidade” das vacinas Sputnik V e Covaxin. Isto na semana passada. Então, a farmacêutica russa pediu  48 horas para definir se enviaria as doses.

Estes dados vieram de fontes do jornal, ligadas ao governo. Esta decisão veio, principalmente, na indefinição se incluiria ou não o imunizante no Programa Nacional de Imunizações (PNI).

Ainda há, outro problema. O medo da entrega das doses poderia atrapalhar. Isto no processo de autorização da vacina pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

às pressas

Assim, o governador do Piauí e presidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias (PT), corre atrás do prejuízo. Ainda nesta quarta-feira (28), se reúne com o RDIF e com o Ministério da Saúde russo.

Isto para negociar o andamento da entrega. Entretanto, o número cancelado é dez por cento do total negociado. Ou seja, seriam 10 milhões de doses. E não é só isso. Seriam garantidas outras 37 milhões de aplicações. Mas, este direto com os estados do Consórcio Nordeste.

Então, no final das contas, a Anvisa permite apenas a Sputnik V como modelo científico. Mas, ainda assim com uso controlado. Além disso, com público restrito e acompanhamento constante para avaliar sua segurança da vacina.

Assim, a justificativa da agência é que faltam dados para garantia de segurança e eficiência da vacina.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.