Vídeo: família que estuprou crianças por 20 anos é presa em operação

Família que estuprou crianças por 20 anos é presa em operação
Crédito: Polícia Civil

Cinco pessoas de uma mesma família foram presas pela Polícia Civil, em uma operação realizada pela Delegacia de Atendimento à Mulher (DAM), de Três Lagoas nesta quinta-feira (19). A ação faz parte do processo “Sodoma e Gomorra”, que investiga o estupro de crianças pelos próprios parentes.

Pelo menos 24 investigadores e 5 delegados participaram da autuação. Ao todo, os policiais prenderam cinco presos, sendo quatro homens e uma mulher. Dois dos presos são irmãos, o terceiro é filho de um deles e o quarto é sobrinho. A mulher é uma senhora de 77 anos, que tinha conhecimento de tudo que acontecia e se omitiu.

Já foram identificadas mais de 10 vítimas, dentre primas, irmãs e sobrinhas dos autores. Com a prisão ocorrida hoje, acredita-se que mais vítimas serão identificadas, pois terão coragem de denunciar. A primeira vítima sofreu o abuso inicial há mais de 17 anos, quando ela tinha 8 anos de idade.

As demais vítimas são crianças e adolescentes com idades entre 5 a 13 anos, que conviviam em um mesmo núcleo familiar e, apesar de pedirem ajuda e tentarem denunciar, foram negligenciadas e obrigadas a se calar por anos.

Com informações de Itamar Buzzatta

Este ano, 755 pessoas que ganharam sorteio de Nota MS Premiada não buscaram o dinheiro

Em 2021, cerca de 755 pessoas que venceram o certame do Nota MS Premiada deixaram de ir buscar o montante, as informações são da SEFAZ (Secretaria de Estado de Fazenda). Desta vez, o ganhador foi contemplado em 100 mil reais e ainda não foi identificado.

O sorteado foi o único do último concurso e acertou seis dezenas. Até o momento, a única informação que se sabe, é que ele fez uma compra no valor de R$52,87 em um Supermercado no bairro Mata do Jacinto, em Campo Grande.

 

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.