Ele é o jogador e eu técnico, diz Bolsonaro sobre Moro

jogador
(Brasília - DF, 11/06/2019) Cerimônia de Comemoração do 154º Aniversário da Batalha Naval do Riachuelo e imposição das condecorações da Ordem do Mérito Naval. rFoto: Marcos Corrêa/PR

Para amenizar o desgaste do ministro Sergio Moro, o presidente Jair Bolsonaro fez afagos ao ex-juiz nesta sexta-feira (9) e comparou a relação entre eles a de um time de futebol.

“Em grande parte, eu me aconselho com ele [Moro]. Eu sou técnico de um time de futebol, ele é um jogador. Então jogador conversa comigo, dá sugestão”, disse Bolsonaro, ao afirmar que consulta Moro, além de outros ministros, no processo de escolha do novo procurador-geral da República.

Bolsonaro disse que a escolha do futuro chefe do Ministério Público Federal deve ocorrer apenas na sexta-feira (16) e brincou que existem “80 no páreo”.
A declaração foi feita pelo presidente ao deixar o Palácio da Alvorada, acompanhado do ministro.

Bolsonaro e Moro tiveram nesta sexta-feira um breve encontro na residência oficial da Presidência da República, dez minutos antes de saírem juntos para um evento no Clube do Exército. A reunião não estava prevista nas agendas.

O afago a Moro ocorre um dia após Bolsonaro ter dado alfinetadas no titular da Justiça. Na quinta (8), o presidente disse que, apesar de ser da Justiça, Moro “não julga mais ninguém” e recomendou ao auxiliar “paciência” na aprovação do pacote anticrime no Congresso. Na ocasião, Bolsonaro indicou que a prioridade era o avanço de medidas econômicas.

Nos bastidores de Brasília, integrantes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário se queixam do estilo de Moro de agir. Eles o definem como arrogante e individualista.

(Com Informações da Folhapress)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.