Conta de luz mais cara será definida no fim do mês

Valentin Manieri
Valentin Manieri

O reajuste na conta de luz para 1,084 milhão de consumidores sul-mato-grossenses foi adiado para o dia 30 de abril. A princípio, o novo valor seria decidido na terça-feira (5), na 11ª Reunião Pública Ordinária de Diretoria da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), para começar a valer já na sexta-feira (8).

No entanto, a Energisa e o Concen (Conselho de Consumidores da Área de Concessão da Energisa MS) solicitaram para que o prazo fosse prorrogado para tentar reduzir o aumento, que tem previsão de ser de, pelo menos, 10%.

“Consideramos que qualquer percentual para amenizar o efeito ao consumidor é muito importante. A gente ainda não pode adiantar o percentual, porque estamos tentando sensibilizar a Aneel, e a própria concessionária, para ver se a gente consegue outros redutores”, explicou a presidente do Concen, Rosimeire Costa. Em nota, a Energisa comunicou que pediu o adiamento em razão do atual momento econômico.

“A Energisa Mato Grosso do Sul, sensível ao momento atual, informa que solicitou à Aneel o adiamento do reajuste tarifário, que entraria em vigor no dia 8/4, com o propósito de amenizar o impacto na conta de luz em virtude do término da bandeira de escassez hídrica, prevista para o fim deste mês. O reajuste de 2022 será definido pela Aneel nas próximas semanas”, disse.

No Reajuste Tarifário Anual 2021, o aumento médio ao consumidor da área de concessão foi de 8,9%.

(Texto: Izabela Cavalcanti)

Leia a matéria completa na página B1 do caderno impresso do Jornal O Estado MS

Confira mais informações na live:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.