Confiança do consumidor sobe 1,4 ponto em agosto

Com alta de 1,4 ponto em agosto, o Índice de Confiança do Consumidor (ICC), atingiu 80,2 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos. O quadro aponta uma leve recuperação e alcança o mesmo nível do mês de março deste ano, quando a pandemia do novo coronavírus começou a impactar a economia.

Já no comparativo de médias móveis trimestrais, a alta ficou em 6,0 pontos. As informações foram divulgadas hoje (24) pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Na análise por faixas de renda, o ICC mostrou que houve queda de confiança nas faixas de renda extremas e alta nas faixas intermediárias.

Os consumidores de menor poder aquisitivo, apontaram piora relacionada à falta de perspectivas sobre emprego e melhora da situação financeira familiar, o que influencia diretamente o consumo. Já nos consumidores com maior poder aquisitivo, também há recuo na intenção de compras de bens duráveis, o que, de acordo com a FGV, pode estar relacionado com o alto nível de incerteza do período.

 

 

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.