Colapso global: redes sociais, sites, aplicativos bancários e operadoras telefônicas enfrentam lentidão

Colapso global: redes sociais, sites, aplicativos bancários, sites e operadoras telefônicas enfrentam lentidão

Os problemas começaram a ser percebidos no Brasil quando o Whatsapp caiu, perto da hora do almoço. Nessa situação, uma das alternativas populares foi o Telegram. O problema é que o aplicativo também está com lentidão, e ficou instável durante um tempo, e não é só no Brasil. Os serviços estão com problema em diversos países.

Pelo menos 50% de todos os serviços de internet do mundo estão fora do ar ou enfrentando lentidão. De acordo com o DownDetector, Whatsapp, Facebook, Instagram, Spotify, Twitter, Telegram, LastFM, Google Maps, YouTube, Google Drive, Google Meet, Zoom, Linkedin, além de bancos como Caixa Econômica, Bradesco, Itaú, American Express. 

O site DownDetector aponta que houve uma interrupção generalizada do Facebook, o que pode estar interrompendo os serviços. A empresa é a responsável pela rede social, pelo WhatsApp e pelo Instagram, entre outros serviços on-line.

Além dos serviços do Facebook, o DownDetector aponta problemas em provedores de internet no Brasil e no mundo, como a Vivo, a Tim e AT&T. Também há indicativos de instabilidade no Tiktok e até nos jogos Pokémon Go e Candy Crush, GTA, DOTA e League of Legends.

Usuários estão relatando também quedas da Netflix e todo o ecossistema Amazon. Cielo, Pagbank, Rede e MercadoPago também ficaram fora do ar. A CNN informa que todas as operadoras de telefonia dos EUA estão fora do ar neste momento. Twitter está fora do ar no território americano.

Queda do serviço

No início da tarde desta segunda-feira (4), pedidos de ajuda não chegaram, almoços atrasados, audiências virtuais canceladas e vendas suspensas foram algumas das consequências da queda do serviço de WhatsApp.

Para Tatiana do Amaral, a advogada de 41 anos, essa queda no serviço foi de risco à saúde. Ela teve um pico de açúcar no sangue e tentou pedir ajuda para o pai por WhatsApp, mas a mensagem não chegou e ela desmaiou.

“Foi muito rápido, acabei mesmo nem pensando em ligar. O Dumping é um pico de açúcar que causa efeitos parecidos com a hipoglicemia, então os efeitos dele são meio fortes. Eu estava no quarto e mandei pedido de ajuda pelo WhatsApp para o meu pai que estava vendo TV na sala, já que moramos em um sobrado. Ele não viu e eu apaguei… Acordei faz 5 minutos. Risco de vida não sei, mas como apaguei, ao menos corri risco de ficar com sequelas sim, porque o desmaio é falta de oxigenação no cérebro”, conta.

Documentos vazados

As ações do Facebook têm queda de mais de 5% na bolsa de valores americana após a revelação da fonte que vazou documentos internos da empresa no fim de semana e com a queda de serviços em escala global.

Frances Haugen, ex-funcionária do Facebook, trabalhou como gerente de produtos na companhia e era responsável por projetos relacionados com eleições. Ela revelou sua identidade no último domingo (3) em entrevista à emissora americana “CBS News” durante o programa “60 Minutes”.

A partir dos documentos obtidos por ela que o “Wall Street Journal” publicou reportagens em meados de setembro indicando que o Facebook protegia celebridades das regras de conteúdo, que a empresa sabia que o Instagram é “tóxico” para os adolescentes e que a resposta da empresa às preocupações dos funcionários sobre o tráfico de pessoas foi muitas vezes “fraca”.

Ainda durante uma entrevista à emissora de TV “CBS News”, Haugen acusou o Facebook de “colocar os lucros acima da segurança” e afirmou que “agiu para ajudar a incentivar mudanças na gigante das mídias sociais, não para despertar raiva”.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.