Campo Grande será palco do lançamento da nova CNH; documento entra em vigor no próximo mês

Foto: Beatriz Feldens
Foto: Beatriz Feldens

O Secretário Nacional de Trânsito (Senatran), Frederico de Moura Carneiro, virá à Campo Grande no dia 1º de junho para o lançamento nacional da nova CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

Mato Grosso do Sul irá cumprir a resolução 886 do Contrane (Conselho Nacional de Trânsito) e passará a emitir o novo formato a partir do próximo mês. O processo de emissão da nova CNH acontecerá de forma gradual, e os primeiros que receberão o documento serão os condutores em processo de tirar a 1ª via ou em trâmite de emissão da 2ª via da carteira de motorista. Não é obrigatório emitir nova habilitação caso ela esteja dentro da validade, o modelo vigente irá valer normalmente.

O gerente executivo do Consórcio Guaicurus, Robson Strengari esteve em reunião com o diretor-presidente do Detran/MS, Rudel Trindade Junior, e disse ao O Estado Online que “Campo Grande será a primeira cidade a receber essa nova CNH, esse documento único. Rudel me adianto que irá selecionar quatro pessoas de 4 seguimentos, e uma delas será uma funcionária do Consórcio Guaicurus, uma senhora que é motorista há muitos anos”. Strengari também disse achar maravilhoso que irão condensar os documentos em apenas um. “Não será mais necessário andar com um monte de documentação”, disse.

A nova CNH

A nova Carteira Nacional de Habilitação traz diversas alterações significativas, uma delas é o número do RG (Registro Geral) do condutor.

O design ganha uma combinação das cores da bandeira, o verde e o amarelo, com a predominância do verde. O que chamou atenção foi a parte superior, que mudou o local da assinatura e a inseriu abaixo da foto 3×4.

No entanto, as principais mudanças se encontram na parte inferior, onde haverá um quadro com uma espécie de “silhuetas de veículos”, que são acompanhados do código da respectiva categoria que cada motorista está habilitado a conduzir. Logo abaixo será acrescentada um campo específico para as observações de restrições médicas e informação sobre o exercício de atividade remunerada.

A nova CNH irá manter o Código de Referência Rápida, QR-Code (Quick Response Code), que irá armazenar diversas informações do motorista, inclusive a fotografia, com exceção apenas da assinatura do habilitado.

Com o padrão europeu, o documento irá trazer mais dispositivos de segurança, como uma tinta especial fluorescente que brilha no escuro, além de itens apenas visíveis por meio de luz UV (ultravioleta).

 

Foto: Reprodução/ Contran

 

Categorias

No novo documento, a o espaço destinado para a “Permissão para Dirigir” será identificada pela letra “P”, e os donos do documento definitivo terão a identificação pela letra “D”.

As letras A, B, C e D serão mantidas para classificar a categoria da habilitação do condutor, porém, terão novos códigos com o adicional do número 1 à frente da letra. Exemplo: CE, C1E, DE, D1E

Com isso, 14 subcategorias serão definidas inicialmente a partir das já existentes. As definições ainda não foram  reveladas pelo Contran.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.