Bairros de Campo Grande recebem alerta para infestação do Aedes Aegypty

Arquivo/OEMS
Arquivo/OEMS

Divulgado nesta terça-feira (16), um levantamento que detectou dois bairros com risco de infestação pelo mosquito Aedes Aegyptye e 39 em situação de alerta. As informações foram obtidas no início de março, através de armadilhas instaladas em 19.894 residências para a coleta de ovos. 

Segundo o órgão da prefeitura, as regiões onde houveram o maior índice de infestação predial (IPP) foram Vida Nova e Azaléia, onde foram vistoriadas 237 residências e 215 imóveis, respectivamente. No primeiro bairro, o IPP está em 5,1 e no segundo em 4,2; qualquer valor acima de 3,9 já é considerado risco pelo Ministério da Saúde. 

Outros 39 bairros receberam a classificação de alerta por apresentar índices superiores a 1. Ou seja, de todos os imóveis vistoriados nestes locais, pelo menos 1% deles apresentava focos do Aedes. Dentre esse grupo, o bairro que teve a maior quantidade de imóveis vistoriados foi o Estrela do Sul, que apresentou infestação em 1,4% dos 488 imóveis visitados. 

Nesta manhã o comitê de ações para combate às arboviroses se reuniu para atualizar o panorama da dengue em Campo Grande. O município registra, desde o início do ano, 479 casos notificados de dengue e um óbito provocado pela doença. Veja também: Servidor público que furar fila da vacina pagará multa de até R$ 90 mil

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *