Vídeo: Bolsonaro vai vetar fundo eleitoral de R$ 5,7 bi

fundo eleitoral

O presidente Jair Bolsonaro afirmou segunda-feira (19) em entrevista à TV Brasil que irá vetar o novo fundo eleitoral de R$ 5,7 bilhões, incluído na LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) de 2022. “É uma cifra enorme, que no meu entender, está sendo desperdiçada”, afirmou. “Posso adiantar que não será sancionada”.

O texto do relator, deputado federal Juscelino Filho (DEM-MA), aumentou o valor do fundo de R$ 1,7 bilhão para R$ 5,7 bilhões. Tanto o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ) quanto o senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) votaram a favor da matéria.

Em entrevista coletiva na saída do hospital no domingo (18), o presidente da República, Jair Bolsonaro tratou pela primeira  vez da aprovação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) pelo Congresso Nacional, que ampliou para R$ 5,7 bilhões a previsão do fundo eleitoral em 2022.

Segundo o presidente, a aprovação foi de responsabilidade do vice-presidente da Câmara. “O responsável por aprovar isso aí e o Marcelo Ramos (PL), lá do Amazonas, o presidente”, disse, referindo-se ao fato de que Marcelo Ramos presidiu a sessão que votou a LDO que viabilizou um fundão ainda maior. “Ele que fez isso tudo, porque se tivesse destacado,  talvez o resultado tinha sido diferente. Então cobre em primeiro lugar do Marcelo Ramos”.

Em outro momento, Bolsonaro disse que Marcelo Ramos atropelou, ignorou, passou por cima e não votou o destaque que poderia impedir o fundão. “Pelo amor de deus o estado do Amazonas ter um parlamentar como este”.

O texto do ‘fundão’, aprovado na Câmara por 278 votos a favor, 145 votos contra e uma abstenção, teve o referendo de deputados da base governista. Para o presidente, a culpa não é deles. “Teve a votação da LDO, que interessava ao governo. Em um projeto enorme, alguém botou essa casca de banana, ou esta jabuticaba”, buscou justificar.

(Com informações Uol Notícias)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.