Após ser vítima de estupro coletivo, mulher trans passa por cirurgia na Capital

mulher trans

Mulher trans de 54 anos passou por cirurgia em Campo Grande após ser vítima de estupro coletivo. A Polícia Civil apura o caso e informou que uma das linhas de investigação é que se trata de crime de LGBTIfobia, termo utilizado que compreende as violências cometidas contra a população LGBTI.

O crime aconteceu no dia 18 deste mês, por volta das 11h, quando a vítima foi sequestrada por dois homens na Vila Sobrinho e levada para uma casa onde ocorreu a violência sexual. Posteriormente, os suspeitos abandonaram a mulher gravemente ferida em uma via urbana. 

Na sexta-feira (25), equipe policial da Delegacia Especializada de Atendimento À Mulher (Deam) compareceu ao Hospital Universitário momentos antes da mulher seguir para o centro cirúrgico. 

Em nota, a Deam informou que os autores do crime irão responder pelos crimes de sequestro qualificado, estupro coletivo, injúria racial e lesão corporal dolosa grave.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.