A caminho da imunidade coletiva, MS pode ser o 1º a sair da pandemia

A caminho da imunidade coletiva, com a média de 60% da população sul-mato-grossense imunizada contra a Covid-19, o Estado pode ser o primeiro dos 26 estados brasileiros a sair da pandemia. Os pontos percentuais divulgados na noite desta quinta-feira (7), pela Ses (Secretaria de Estado de Saúde),  correspondem a uma grande parcela da população que já tomou a segunda dose ou dose única da vacina.

Segundo o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, Mato Grosso do Sul será o primeiro Estado do país a sair desta pandemia. “Mais é necessário vacinar aquelas pessoas que ainda não tomaram a primeira dose, os municípios precisam fazer a busca ativa e continuar a vacinação na população até completar a imunização”.

Resende ainda destaca que, “por determinação do governador Reinaldo Azambuja foi disponibilizado R$ 17.886.884,40 em forma de incentivo aos municípios para reforçar as ações de vacinação contra a Covid-19. Esse incentivo tem como objetivo premiar as equipes que trabalham diariamente aplicando as vacinas no nosso Estado”.

Em junho, a Secretaria de Estado de Saúde já havia criado incentivo financeiro no valor de R$ 5.899.727,40 aos municípios para que ampliassem os horários de vacinação nos municípios, mediante o cumprimento das metas estabelecidas.

Mato Grosso do Sul tem avançado na imunização, com 76,92% da população geral vacinada com pelo menos uma dose e 60,07% com o esquema vacinal totalmente completo.

Mato Grosso do Sul registra 95% da população adulta vacinável maior de 18 anos que já receberam a 1ª dose do imunizante e 78,61% já foram imunizados com a segunda dose. Até o momento foram vacinados 74,34% dos adolescentes vacinados com a primeira dose da Pfizer. Quanto a dose de reforço, o Estado já aplicou 40,73% do público alvo.

Com informações da Assessoria

Confira outras notícias aqui, em nossa versão digital

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.