Morre criador de bordões do esporte e voz do Botafogo na Copa Conmebol

januario-oliveira

O lendário narrador Januário de Oliveira, morreu nesta segunda-feira (31). Ele tinha 81 anos e morreu em Natal (RN) após sofrer por um grande período consequências da diabetes, que já havia levado um olho dele.  Ele é criador de bordões clássicos e famosos do esporte como “tá aí o que você queria”, “tá lá um corpo estendido no chão” e “cruel, muito cruel”. 

Apelidos consagrados também vieram dele. São eles:  além de ter apelidado jogadores como Túlio Maravilha, Super Ézio, Sávio, o “Anjo Loiro da Gávea”, e Valdeir “The Flash”.

Apesar de torcedor do Fluminense, Januário de Oliveira foi a voz do título do Botafogo da Copa Conmebol de 1993. O time venceu o Peñarol, nos pênaltis, no Maracanã. A partida foi transmitida pela Band. 

O gaúcho de Alegrete, trabalhou nas emissoras de TV Globo, TVE e Bandeirantes, além das rádios Globo, Nacional, Mauá, Cultura de Bagé e Farroupilha. 

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.