Brasil virou contra Japão e garante às quartas do Mundial

Brasil virou contra Japão e garante às quartas do Mundial

A seleção brasileira está nas quartas de final da Copa do Mundo de Futsal, disputada na Lituânia. Nesta quinta-feira (23), a equipe dirigida por Marquinhos Xavier passou sufoco para reverter uma desvantagem no segundo tempo e acabou vencendo por 4 a 2.

O adversário da próxima fase será o Marrocos, que derrotou a Venezuela por 3 a 2 nesta quarta-feira (22) e também em Kaunas. O duelo com os africanos será realizado em Vilnius, neste domingo (26), às 10h (horário de Brasília). Quem avançar terá pela frente a escolha da atual campeã Argentina ou da Federação Russa de Futsal representando a Rússia, impossibilitada de competir com a bandeira do país, por causa da punição dada pela Corte Arbitral do Esporte, por casos de doping.

Logos nos primeiros dois minutos, o Brasil foi pego de surpresa. Um dos três brasileiros da seleção do Japão, o goleiro Higor Pires lançou o capitão Shota Hoshi, que bateu da intermediária e contou com uma falha do goleiro Guitta para colocar os asiáticos à frente. A vantagem oriental durou apenas três minutos. Quando Guitta encontrou Ferrão na entrada da área, ele se redimiu. O pivô girou em cima da marcação e soltou a bomba, mantendo tudo intacto. A equipe local pressionou após a virada, mas os nipônicos mantiveram o empate até o intervalo.

Na etapa final, o Brasil jogou a maior parte do tempo no lado japonês da quadra, mas com muitas dificuldades para concluir. Aos quatro minutos, o pivô Pito teve boa chance pela esquerda, na saída de Higor, mas chutou rente à trave esquerda. Aos oito, em lance semelhante, mas pela direita, o fixo Marlon tentou uma cavadinha e também mandou ao lado, com muito perigo. A resposta nipônica veio logo após, em uma bomba do ala Yuki Murota, que Guitta se esticou todo para salvar.

Virada

Enfim, aos 11, veio a virada. O ala Leozinho recebeu em velocidade pela esquerda, fintou Higor e tocou para as redes. O Japão teve de adotar uma postura agressiva e cedeu contra-ataques ao time canarinho. Como a dois minutos do fim, quando Pito foi lançado na área, driblou o goleiro com a bola ainda no ar e finalizou, marcando o terceiro dos brasileiros. O sufoco, porém, não tinha acabado. No lance seguinte, o ala Ryosuke Nishitani soltou a bomba da intermediária e surpreendeu Guitta, mantendo a partida aberta. Os japoneses adotaram o goleiro-linha, mas o Brasil conteve a pressão. Nos segundos finais, o pivô Gadeia definiu o placar em Kaunas, para alívio verde e amarelo.

A seleção brasileira é a maior campeã mundial no futsal. São sete títulos desde a primeira edição, em 1982, quando o torneio era organizado pela Federação Internacional de Futebol de Salão (Fifusa), e cinco a partir de 1989, ano em que o evento passou a ser realizado pela Federação Internacional de Futebol (Fifa). A última taça foi conquistada em 2012, na Tailândia. Na edição passada da Copa do Mundo, na Colômbia, o Brasil caiu nas oitavas de final para o Irã.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *