Procon autua loja de materiais de construção por vender produtos vencidos na Capital

webpc-passthru

Uma ação do Procon (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor) resultou na autuação de uma loja de materiais de construção por vender produtos vencidos, em Campo Grande. O caso aconteceu no dia 2 de dezembro, mas só foi divulgado nesta segunda-feira (6) pelo órgão.

A ação foi em conjunto com a Decon (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra as Relações de Consumo) e o Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia). A equipe foi até a loja Depósito Pinguim, no Jardim Noroeste, e encontrou 83 itens de 13 produtos diferentes vencidos e sendo comercializados.

Entre os produtos havia sementes de hortifrúti, ração para pássaros, polidor de sapatos, galões de esmalte sintético, galões de fundo promotor de aderência e venenos para insetos. Foram encontrados ainda produtos expostos sem as informações essenciais, principalmente de língua portuguesa. Neste caso, eram produtos como fones de ouvido, caixas de som, controles universais e assessórios para celular.

No local, o Inmetro também apreendeu fios para a Energisa sem os selos de identificação de conformidade ou capacidade adequada de transmissão de energia.

Todos os produtos irregulares foram descartados na presença do Procon e de funcionários do estabelecimento. Além disso, o auto de infração foi preenchido e entregue para o responsável pelo estabelecimento, que dá prazo para que ele apresente a defesa. (Com assessoria)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.