Para combater o Aedes aegypti, “Operação Mosquito Zero” chega nas 7 regiões da Capital

Dengue
Divulgação/ PMCG

A realização de mutirões e ações pontuais de prevenção e combate à dengue nas sete regiões urbanas e distritos do município, a primeira etapa da campanha “Operação Mosquito Zero – É Matar e Morrer” foi iniciada ontem (2) em Campo Grande. A mobilização integra uma série de atividades previstas no Programa “Todos em Ação – A Prefeitura mais perto de você “, lançado na Escola Municipal Antônio José Paniago, no Jardim Itamaracá.

De acordo com  o cronograma estabelecido pela Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública), a primeira etapa dos mutirões está prevista para ser realizada do dia 02 a 14 de maio.  Neste período, as equipes da Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais CCEV) com apoio de servidores do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) estarão mobilizadas nas sete regiões urbanas do municípios em combate ao Aedes aegypti – responsável pela transmissão de doenças como dengue, zika e chikungunya e febre amarela.

Com limpezas e manutenções, os agentes vão percorrer os bairros Guanandi, Jardim dos Estados, Tijuca, Panamá, Novos Estados, Nova Lima,além da Itamaracá e Rita Vieira, onde ocorreu o lançamento da campanha.

Para a prefeita Adriane Lopes é importante a participação da população neste momento de combate, principalmente devido ao aumento de casos da dengue causadas pelo mosquito transmissor. “Estamos empenhados com objetivo de evitar um aumento de casos da doença em nosso município e pedimos à sociedade que venham e caminhem juntos conosco”, disse.

Programa Todos em Ação 

Equipes da Prefeitura vão oferecer mais de 70 serviços, envolvendo todas as secretarias municipais. Entre eles, emissão de Carteira de Trabalho, orientação jurídica e financeira, cursos em diversas áreas, além do patrolamento e cascalhamento de ruas, troca de lâmpadas, tapa-buraco, limpeza de bocas de lobo e pintura de meio-fio.

Além dos serviços de manutenção, a estudante Fátima Cristina  acha importante as ações sociais e serviços que as diferentes secretarias oferecerão ao longo dos próximos 15 dias, além do trabalho da Secretaria de Saúde , no combate à dengue . ” Não se pode brincar com essa doença. A prevenção é uma ação de todos . Fiquei três dias em casa, indo para o posto , com sintomas “, lembra .

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.