Gaeco deflagra operação contra membro de facção na Capital

O Gaeco (Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado) de Mato Grosso do Sul cumpriu ontem (15) cinco mandados de prisão contra suspeitos de integrar a facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital). No total, foram expedidos 15 madados de prisão, todos para serem cumpridos na Capital, mas dez dos alvos estão foragidos. A ação foi nacional e articulada pelo GNCOC (Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas).

A operação também está sendo feita no Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Pernambuco e Rio de Janeiro, e ao todo, foram expedidos mais de 300 mandados de prisão e de busca e apreensão contra integrantes de facções criminosas. Os Gaecos de cada estado trabalharam com auxílio de forças policiais. Participaram das ações nove grupos do Gaeco na Capital que tiveram ainda o auxílio do Batalhão de Choque e 11ª Companhia Independente de Polícia Militar.

O presidente do GNCOC, Alfredo Gaspar de Mendonça Neto, acompanhou as ações do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, e afirmou, por meio da assessoria, que esse tipo de enfrentamento continuará ocorrendo no país. “Os Gaecos do país inteiro estão trabalhando incessantemente para combater as organizações criminosas que tanto afrontam as forças de segurança do país. Seguiremos nesse propósito todos os dias”, garantiu o presidente, que também é procurador- -geral de justiça de Alagoas.

O Rio de Janeiro foi o estado que concetrou maior força policial, com três operações simultâneas. Foram expedidos 41 mandados de busca e apreensão contra policiais militares, sendo 8 denunciados por associação criminosa e corrupção passiva, além de 1 denunciado pos associação ao tráfico. No Acre, as ações aconteceram dentro da Penitenciária Francisco de Oliveira Conde, em pavilhões dominados pelo grupo criminoso. Outro estado com grande número de mandados foi Alagoa, com o cumprimento de 37 mandados de busca e apreensão e 42 contra integrantes da facção. (Rafaela Alves e Raiane Carneiro)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.