Exportações de celulose e óleos crescem em 2018

Exportações crescem

As exportações de celulose, papel, óleos vegetais e demais produtos de sua extração no Estado, acumulam alta de 87% e 70%, respectivamente, de janeiro a outubro deste ano em comparação ao mesmo período do ano passado, conforme levantamento do Radar Industrial da Fiems (Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso do Sul).

Esse crescimento estrondoso provocou um aumento de 19% na receita de exportações de produtos industrializados do Estado nos primeiros dez meses deste ano em relação ao mesmo momento do ano passado, passando de US$ 2,48 bilhões para US$ 2,96 bilhões.

Segundo o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende, apesar de o mês de outubro ter apresentado uma redução de 9% na comparação com o mesmo período de 2017, com a receita diminuindo de US$ 290,4 milhões para US$ 264,8 milhões, no acumulado do ano, as exportações de industrializados estão em franco crescimento, tanto que o volume apresentou aumento de 2%.

“Quanto à participação relativa, no mês, a indústria Projeto Indústrias Exportações de celulose e óleos tem alta de até 87% em 2018, diz Radar Industrial Refis vai para A ssembleia na última semana de novembro respondeu por 71% de toda a receita de exportação de Mato Grosso do Sul, enquanto no acumulado do ano essa participação ficou em 61%”, analisou.

janeiro a outubro, os principais destaques ficaram por conta dos grupos: complexo frigorífico, extrativo mineral, açúcar e etanol e couros e peles, que, somados, representaram 97,8% da receita total das vendas sul-mato-grossenses de produtos industriais ao exterior. “Os nossos 10 principais compradores foram China, Itália, Holanda, Hong Kong, Argentina, Chile, Estados Unidos, Uruguai, Coreia do Sul e Emirados Árabes Unidos”, informou.

 

Confira mais notícias no jornal impresso.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.