Estado deverá atingir no último bimestre a retomada econômica

Riedel rebate “O nosso foco é a vacina. Não é o momento de debater sobre passaporte de imunidade”
Foto: Arquivo/O Estado Online

Secretário Riedel falou sobre avanço de programas do Retomada MS

Mato Grosso do Sul deverá atingir no último bimestre do ano sua retomada econômica, após uma ano e meio vivendo os efeitos negativos da pandemia da COVID-19. A previsão foi feita ontem pela manhã pelo secretário de Estado de Infraestrutura e Obras, Eduardo Riedel, durante live sobre o Prosseguir. Isso será possível, segundo ele, graças à vacinação da população contra a COVID no Estado, que atingiu níveis acima de 60%, e programas de retomada econômica elaborados pelo governo do Estado.

Entre os motivos para esta repaginada na economia está o pacote de ajuda Retomada MS, que prevê quase R$ 1 bilhão em recursos para auxílio econômico em diversas áreas. “No setor do Turismo foram 475 empresários cadastrados, microempreendedores MEI e 137 guias de turismo. Deste montante mais de 300 já receberam a primeira parcela”, salientou.

O secretário destacou que, na área do programa de ajuda na cultura, foram 1.738 inscrições, sendo 987 selecionadas. “Já o Mais Crédito que ajuda os empreendedores está finalizando credenciamento e análise e tem mais de 14 mil incrições para tomada de recursos”, adiantou, lembrando que a estimativa é de que em breve os recursos sejam liberados. Isenções Durante a live, o secretário Eduardo Riedel ainda destacou as ações de isenção de impostos para bares e restaurantes e de redução de ICMS de energia elétrica para mais de 1 milhão de sul-mato-grossenses.

O Mais Social também foi lembrado por ele, que afirmou que até o momento 32 mil familias já receberam o cartão com R$ 200. “Assim vamos apoiando a retomada da normalização da economia. Temos uma boa expectativa para 2022 e vamos encerrar 2021 com resultados acima do esperado diante do começo do ano. Estamos otimistas”, concluiu. (Texto: Rosana Siqueira)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.