Carros de youtuber que foram apreendidos estão irregulares

Três veículos de luxo do yotuber Eduardo Rezenda da Silva, do canal Razuk Backstage estão irregulares. O resultado do Laudo de Perícia Técnica Veicular foi divulgado na tarde tarde desta quinta-feira (29) e foi realizado perlo Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran-MS), a pedido do delegado Ricardo Meirelles.

Segundo o Detran-MS, os carros passaram por várias modificações sem autorização e podem emitir gazes altamente poluentes, por falta de equipamentos obrigatórios, o que configura crime contra o meio ambiente.

De acordo com o engenheiro responsável pelo laudo, André Canuto, após realizar todos os testes no pátio de vistoria do Detran e comprovar as modificações do veículo, solicitou a um organismo de inspeção a cedência de equipamentos metrológicos devidamente aferidos pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia), a fim de atestar a quantidade superior de poluentes que os veículos estavam emitindo, tanto em poluição do ar quanto sonora.

Os três carros passaram por ensaios que foram feitos com a presença de investigadores da polícia civil do 3º Distrito Policial no último dia 28 de setembro. Entre as alterações foi comprovado que todo o sistema de exaustão dos carros havia sido modificado, sendo percebida, entre outras coisas a ausência do catalisador e da caixa acústica de ressonância intermediária.

O Departamento também analisou o veículo Subaru Imprenza que foi apreendido durante operação policial e estava em uma oficina mecânica. O veículo, que estava sem motor, passou por inspeção nas dependências do Detran-MS no dia 29 de setembro onde foi comprovado se tratar de um carro importado sem registro no sistema Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores), não sendo possível sua legal circulação no País.

Os laudos comprovaram mudanças que implicam em danos à coletividade, pois além de possuírem indicadores elevados de poluição sonora e do ar, os carros tiveram mudança em suas potências, mas não foram feitas adaptações nos sistemas de freio, direção e suspensão, que suportassem as novas potências.

De acordo com a regulamentação do Confea (Conselho Federal de Engenharia e Agronomia), as modificações de projetos de veículos somente podem ser realizadas com acompanhamento de um profissional habilitado na área de engenharia mecânica, justamente para que o veículo modificado não coloque em risco seus ocupantes nem os demais usuários da via.

A conclusão dos laudos que, juntos contabilizam 105 páginas, indica que os veículos não possuem condições seguras para circular e que somente poderão voltar ao trânsito após regularização com retorno das características originais de fábrica e com as modificações ajustadas e regulamentadas pelo órgão executivo de trânsito. Além disso, há a necessidade de projeto emitido por profissional legalmente habilitado na área de engenharia mecânica e Certificado de Segurança Veicular.

(Com informações do Detran-MS)

Veja mais:

PRF realiza Operação Finados 2020 no MS

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.