Balanço da Dengue registra mais de 19 mil casos na Capital

Nos últimos dias, as equipes da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) reforçaram as vistorias nos bairros de Campo Grande com o objetivo de combater a proliferação do mosquito da Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. Em 2019, a Capital registrou mais de 19 mil casos da doença, um número considerado alto, porém, abaixo dos resultados de 2018. Ao todo 5.083 imóveis foram vistoriados, sendo encontrados 5.335 depósitos e 399 focos eliminados.

De acordo com o balanço da CCEV (Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais), mais de 5 mil imóveis foram inspecionados de 19 a 30 de dezembro, durante a operação ‘””Fim de Ano”” de combate ao mosquito Aedes aegypti. Em 2019, foram registrados 438 casos de zika e 243 de chikungunya. Os agentes percorrem os bairros com maiores índices de proliferação do mosquito, orientando os moradores e atuando na eliminação de criadouros e focos.

Além do centro, outros bairros receberam o mutirão como Jardim Noroeste, Macaúbas, Los Angeles e Alves Pereira, no qual foi confirmado um alto índice de infestação predial superior a 1% e menor que 3.9%, considerado nível de alerta. Cerca de 170 agentes de combate às endemias, supervisores, entre outros servidores da coordenadoria, estiveram envolvidos nas ações que antecederam a semana dos feriados de Natal e Ano Novo.

É importante reforçar que os mutirões vão continuar durantes as próximas semanas nos bairros Alves Pereira e Los Angeles e que os trabalhos serão intensificados pelo menos até o fim do mês de março, período em que a intensidade das chuvas diminuem.

(Texto: Thais Cintra com assessoria)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.