Amor e dor: Memória e blues dos Bêbados Habilidosos

Sábado é um dia de tributo à quem cantou pelo blues da Capital, quase que desbravando o gênero, num cenário que se reservavam alegrias, um dos maiores repertórios nacionais de blues em português e shows, histórias e acontecimentos memoráveis ao lado dos amigos, que revivem a presença de Renato Fernandes no palco do Blues Bar nesse dia 31.

Deixando a todos – cedo demais – em fevereiro de 2015, sábado marca a realização de um trabalho que inicou um ano antes, como revela o baterista Erik Artioli. “Muita gente não sabe, mas a volta do Bêbados foi uma promessa que fizemos ao Renatão. Estamos aqui cumprindo a promessa. Esse álbum está sendo a continuidade do projeto iniciado em julho de 2014. Algumas músicas do disco novo nós já tocávamos nos shows e no dia 31 vamos lançar outras inéditas” “É uma tristeza não ter mais o velho com a gente e faz muita falta, mas a tristeza convertemos em inspiração para terminar finalmente esse álbum que tem nosso sangue, suor e dinheiro de muitos shows investidos, não é porque faço parte desse álbum, mas será uma obra de arte, é muito emocionante ouvir as musicas com o Renatão vivo nelas, acho que o melhor álbum do bêbados”, explica o bêbado responsável pelas guitarras, Rodrigo Queiroz.

Guardadas no estúdio do saxofonista Júlio Bellucci, as composições de Renato voltaram a soar pelo espaço que recebeu o grupo para compilarem à voz de Fernandes as linhas dos demais instrumentos que faltavam, que agora ganha o mundo no álbum “Amor e Dor”. “Como tínhamos a voz captada nas gravações, e parte da instrumental também decidimos gravar”, revelou o baixista Marcelo Rezende.

“A ansiedade era muita com esse lance de agora sai, e agora vendo finalmente pronto é sensacional a sensação de dever cumprido com o Renatão e com os integrantes envolvidos desse álbum, metade do show será uma homenagem ao Renato com essa obra postuma terminando um ciclo e começando um novo”, comenta ainda Rodrigo.

Do nome que, de “Vida dura”, passou para “Amor e dor”, o baixista dos bêbados complementa: “Ela representa a trajetória da banda, os altos e baixos da carreira, que foi marcada por alegria e também tristezas”.

Renato Fernandes fez história na música e é homenageado em vários trabalhos cinematográficos regionais. “A ideia é registrar na memória do blues do Brasil as letras desse grande compositor que foi o Renatão. Foi sensacional, entrar no estúdio e finalizar esse disco, passar horas gravando a bateria, escutando as músicas e ouvindo o Renatão. Não tem dinheiro que pague”, disse Erik.

Trazendo na nova formação o vocalista Álvaro Fernandes, a memória e o blues continuarão a soar dos que são considerados Bêbados Habilidosos e, sobre a atmosfera do show, Rodrigo destaca: “Musicalmente está fantástico. O Álvaro é um baita vocalista e assumiu essa responsa pra ele e tá dando conta do recado”.

No Blues Bar, a partir das 21h os músicos prometem aos fãs uma noite de muita emoção. “Nesse momento esse trabalho significa entregar para família do Renato, para os fãs e até para o espírito dele, aquele que foi o último trabalho dele em vida, que apesar de todo esse tempo para lançamento do álbum ele permanecerá vivo nessas canções. É o final de um ciclo e o começo de outro, com o Álvaro no vocal. Enfim uma grande realização e um orgulho enorme em fazer parte dessa história “, concluiu Marcelo. “Espero que todos compareçam nesse show que será épico no Blues Bar pra que viveu essa época do bêbados e pra quem conheceu agora o Bêbados será emocionante”, finaliza Rodrigo Queiroz. (Leo Ribeiro)

SERVIÇO: O show de lançamento do álbum “Amor e Dor” – Bêbados Habilidosos acontece no Blues Bar, que fica na rua 15 de Novembro, 1.186, no sábado, às 21h, com ingressos a R$ 25.
Informações (67) 9 8148-4898.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.