Alunos da Reme vencem concurso da Casa da Mulher

O vencedor do concurso que escolheu a bandeira que irá representar a Casa da Mulher Brasileira, foi Keven Robert Araújo da Silva, aluno da Rede Municipal de Ensino (Reme), do Centro de Atendimento Integral à Criança Rafaela Abrão – CAIC. Em segundo lugar ficou o aluno Carlos Eduardo Medina dos Santos, da Escola Municipal Isauro Bento Nogueira e em terceiro, a aluna Kamilly Yuuna Kaibara Kubota, da Escola Municipal José de Anchieta.

A cerimônia de premiação aconteceu na tarde desta quarta-feira (21), no auditório da instituição, e contou com a presença da vice-prefeita, Adriane Lopes, que destacou a importância do trabalho de conscientização entre as crianças.

“Esses três jovens estão começando uma história diferente, marcando os 120 anos da Capital. Tenho certeza que eles irão transformar a realidade por onde passarem com o conhecimento adquirido porque na Reme estamos fazendo a diferença”, afirmou. e que muda a historia dessa casa

Participaram estudantes do 8º e 9º anos do Ensino Fundamental, de 16 escolas municipais, que enviaram 58 desenhos para a competição. O concurso selecionou três desenhos que melhor representaram a instituição. Os alunos produziram as bandeiras no período de 16 a 26 de julho.

A superintendente de Gestão e Normas da Reme, Alelis Izabel de Oliveira Gomes, destacou que o tema violência é sempre debatido nas unidades de ensino e ressaltou a importância das políticas públicas voltadas para a questão. “Tenho certeza que cada desenho feito simboliza o entendimento que os alunos têm sobre essa questão, que é tão grave em nossa sociedade. Temos que guardá-los para não esquecer seu significado. Essa ideia posta nesses desenhos precisa ser multiplicada por nossos alunos”, pontuou.

A coordenadora Geral da Casa da Mulher Brasileira, Tai Loschi, agradeceu as parcerias e destacou os atendimentos realizados nos quatro anos de funcionamento do espaço. “A Casa nesse período já atendeu mais de 60 mil mulheres que vieram aqui buscando ajuda e vocês da gestão municipal fazem parte desse protagonismo. Outras cidades estão entrando em contato conosco para realizar a mesma iniciativa porque somos referência”, afirmou.

Para a subsecretária de Políticas para a Mulher, Carla Stephanini, a bandeira é um dos símbolos mais importantes de uma nação, por isso a ideia do concurso. “Essa bandeira significa o enfrentamento à violência contra a mulher e pelos desenhos pudemos perceber como as crianças estão se apropriando dessas discussões nas escolas. O concurso foi uma ferramenta importante para fomentar o debate desses temas nas unidades da Reme, que já trabalham essas temáticas, como a Lei Maria da Penha”, disse.

A vice-presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, Iacita Azamor Pionti considerou o concurso fundamental para estimular a pesquisa sobre o tema entre os alunos. “Foi um momento importante porque mobilizou as escolas e os alunos procuraram se inteirar para criar o desenho. Eles serão multiplicadores dessas ideias de combate à discriminação contra a mulher”, frisou.

Prêmios

O aluno que conquistou o primeiro lugar, além de ter seu desenho estampado na bandeira da Casa da Mulher Brasileira, também foi premiado com um tablete. O segundo lugar faturou um smartphone e o terceiro, uma bicicleta.

O aluno Kewem Robert contou como desenvolveu o desenho. “Não imaginava que fosse ganhar porque foram muitos desenhos. Criei u duas mãos como símbolo de proteção. Pensei nelas protegendo as mulheres que buscam a Casa”, ressaltou.

O concurso foi realizado pela Prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Governo e Relações Institucionais, Subsecretaria de Políticas para a Mulher e Secretaria Municipal de Educação (Semed). (Rafael Belo com assessoria)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.