Com risco de perder a fala, Gleyce faz vaquinha virtual para custear exames

GLEYCI

A doença se agravou e, para o tratamento, é necessário a realização de dois procedimentos

A campo-grandense Gleyci Laura Yule de Rezende, de 40 anos está perto de arrecadar o valor necessário, de R$ 2.500, para realizar exames e dar início a mais um tratamento da esclerose múltipla. Diagnosticada aos 36 anos com a doença autoimune, ela sofre diariamente com os sintomas e teve a fala comprometida nos últimos dias.

Uma vaquinha on-line foi criada para custear as despesas médicas. Gleyce explicou que teve um agravamento da doença e sua fala foi afetada. Segundo os médicos, é necessário fazer diversos exames para dar início com urgência ao tratamento.

“Não é certeza que a minha voz volte ao normal, vou fazer fonoaudiologia para aprender a falar novamente em outro tom. Mas, tenho a esperança que, com o tratamento, eu aprenda a falar, mesmo que seja de outra forma”, explica Gleice. Ela também falou dos sintomas causados pelo problema na garganta. “Eu preciso fazer um esforço muito grande para falar e tenho muita dificuldade em engolir, pois engasgo fácil”.

O dinheiro arrecadado na vaquinha será usado para o pagamento de dois exames: ressonância do cérebro e da coluna cervical. Os outros exames são contemplados pelo o plano de saúde, já esses dois, não. O tratamento será gratuito e realizado pelo SUS (Sistema Único de Saúde), mas o exames precisam ser entregues o quanto antes.

Cada exame tem o custo de R$ 845,00, mais R$ 90,00 do contraste a cada 10 ml usado. “Há quatro anos, eu fiz este mesmo tratamento e o valor ficou em R$ 14 mil, mas graças a Deus, dessa vez, só preciso pagar os exames”.

Apesar dos problemas, Gleyce leva a vida com muita leveza, pratica ciclismo com o marido quando está bem, faz academia, artesanato e cuida das plantas da casa. “Eu sou grata a Deus pela minha vida, o momento complicado que estou passando não irá me abater, com fé e amor, eu vou vencer mais uma batalha”.

Vaquinha virtual

O link da vaquinha virtual para ajudar Gleyce pode ser acessado aqui. 

Veja mais notícias no Jornal Impresso. 

 

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *