Candidatos foram convocados por engano para reaplicação do Enem 2021 e Inep explica situação

Modern education - get a degree online. Learning your profession on the internet. Man is studying using laptop
Foto: Divulgação/Agência Educa Mais Brasil

Alguns, mesmo sem precisar, decidiram responder novamente as questões da prova

 

O primeiro dia de reaplicação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2021 em todo país foi realizado no último domingo (9), para os candidatos que tiveram alguma questão prevista em edital que impossibilitou a participação no exame na data regular. Eles puderam fazer o exame que é a maior porta de entrada para o ensino superior do país. Porém, o que chamou atenção foi a convocação dos estudantes que já tinham participado da avaliação em novembro. O chamado foi feito mesmo sem o participante ter tido algum imprevisto ou solicitado a reaplicação. Alguns, mesmo sem precisar, decidiram responder novamente as questões do Enem.

Foi o caso do estudante Nicolas Danyllo Teixeira Pereira. Em entrevista ao Jornal Bom Dia SP, da Rede Globo, Nicolas explicou que fez as provas na modalidade digital em novembro, não teve problemas, mas recebeu comunicado do Inep de que teria que participar da reaplicação.

“Como ninguém conseguiu me explicar se eu ficaria com ou sem a nota do Enem que eu já tinha feito em novembro, eu achei melhor refazer a prova. Eu mandei mensagem para pessoas que fizeram o Enem Digital comigo e eles disseram que também foram convocados, mesmo sem terem feito o pedido para realizar a prova novamente”, contou o estudante.

Em nota, o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) explicou que 880 estudantes que fizeram as provas em novembro de 2021 também receberam comunicados direcionados aos candidatos inscritos para fazer a prova em 2022.

“Em função disso, o Inep realocou os participantes para a reaplicação do exame. Nenhum dos inscritos será prejudicado e todos terão a oportunidade de realizar as provas pois se enquadram nos casos de prejuízos logísticos, conforme previsto nos editais do Enem 2021”, explica o órgão.

A nota segue dizendo que “os participantes que devem fazer as provas em 9 e 16 de janeiro foram comunicados individualmente pelo Inep. Caso ele não participe da aplicação, valerá o resultado das provas realizadas em novembro de 2021”.

Reaplicação registrou abstenção de 66,8%

O Inep também divulgou, nesta terça-feira (11), o balanço da participação dos inscritos no primeiro dia de reaplicação das provas do Enem 2021. Ao todo, 112.931 compareceram, representando 33,2% dos 340.659 inscritos para essa aplicação. Os outros 227.728 de ausentes representam 66,8%. Os dados, segundo órgão, são preliminares, tendo em vista que os números conclusivos dependem da apuração definitiva do consórcio aplicador.

Ainda de acordo com o Inep, foram registrados 76.535 (27,3%) presentes dos 280.146 isentos da taxa de inscrição que faltaram ao Enem 2020 e se inscreveram em setembro, após nova oportunidade. Além disso, 2.206 (35,1%) dos 6.286 participantes que tiveram o pedido aceito para reaplicação fizeram as provas. O Enem também foi aplicado para 34.190 (63%) dos 54.227 inscritos no exame para as Pessoas Privadas de Liberdade ou sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (Enem PPL) 2021.

(Agência Educa Mais Brasil)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.