Campo Grande registra queda de 88% nos crimes de feminicídio neste ano

Polícia Militar
Foto-Saul-Schramm

Mato Grosso do Sul segue apresentando bons resultados em segurança pública. Conforme informações repassadas pela Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), somente neste ano, dos 12 tipos de crimes monitorados nos municípios do interior do Estado, seis apresentaram queda: homicídio culposo no trânsito (-5,8%), roubo (-9,4%), roubo em via urbana (-16,3%), roubo ao comércio (-11,8%), furto de veículos (-10,5%) e furto em residências (-4,2%).

Segundo o titular da Sejusp, Antonio Carlos Videira, a redução na criminalidade é resultado dos investimentos em segurança pública. “Desde o ‘MS Mais Seguro’, que foi o maior programa de segurança pública da história de Mato Grosso do Sul, houve investimentos de mais de R$ 160 milhões na nossa segurança que vão desde a capacitação dos servidores até a contratação regularização de promoções e investimentos em tecnologias, renovação da frota, mas principalmente na inteligência que fomenta a integração e gera resultados”, disse.

O destaque está em Campo Grande, que obteve queda expressiva de 88,9% nos crimes de feminicídio. Em 2020, nove mulheres foram vítimas, ao passo que, em 2021, apenas uma. A Capital também teve queda nos crimes de homicídio doloso (-16,5%), homicídio culposo no trânsito (-8,7%), roubo (-9,7%), roubo seguido de morte (-60%), roubo em via urbana (-10,2%), roubo em comércio (-11,4%), e furto de veículos (-11,7%).

Além disso, em uma região estratégica para o tráfico de drogas, entre o Paraguai e a Bolívia. De janeiro a setembro o Estado obteve aumento no número de apreensões de drogas, com 578,2 toneladas, ao passo que em 2020 foram 577,2 toneladas. Desse total, o maior volume de entorpecentes apreendidos foi o do crack, com aumento de 9,687%, seguido da cocaína (161%) e pasta-base, que apresentou aumento de 72%. Entre janeiro e setembro deste ano, 3.473 ocorrências de tráfico de drogas foram registradas em Mato Grosso do Sul.

PM realiza o maior simulado da história

Campo Grande foi cenário do maior exercício simulado da história de Mato Grosso do Sul na madrugada dessa sexta-feira (15), quando foi realizado, pela Polícia Militar, o Exercício Simulado de Resposta a Múltiplas Ações Criminosas. Pelo menos, 1.200 militares pertencentes ao Comando de Policiamento Metropolitano, Comando de Policiamento Especializado e Centro de Operações da Polícia Militar participaram do evento com o objetivo de empregar todos os meios operacionais da PM, para responderem a ataques criminosos do tipo “novo cangaço” e “domínio de cidades”, que tem crescido no Brasil com ocorrências em estados vizinhos, como São Paulo, Santa Catarina e Paraná.

Segundo o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Videira, a capacitação integra os investimentos previstos no programa “MS Mais Seguro” e que é importante capacitar os policiais para o caso dessas ocorrências.

“O exercício realizado busca justamente capacitar nossos policiais para uma pronta resposta no caso de crise como aconteceu em Criciúma e em Araçatuba. Mato Grosso do Sul prepara seus policiais do Batalhão de Operações Especiais para que tenham um plano pronto para e em condições de ser empregado, se acaso vier a acontecer um episódio como ocorrido nessas cidades”, afirmou.

A ação ocorreu na região do bairro Coronel Antonino e durou aproximadamente 4 horas. Foram simulados ataques a instituições financeiras por meio de figurantes e, com acionamento da Polícia Militar, teve início o plano de resposta ao crime simulado. (Michelly Perez com assessoria)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *