Músicos se unem para fortalecer cultura do reggae no Estado

Campo Grande possui artistas de vários gêneros musicais, além da música regional e sertaneja, temos o rock em suas variadas vertentes, o blues, jazz, hip hop e o funk, que se fazem presentes nas variadas casas noturnas atendendo a todo tipo de gosto. Como não poderia deixar de ser, os músicos de reggae também querem seu lugar ao sol. Foi com essa finalidade, que Lincoln Gouveia, da banda Cana Roots, acompanhado de um grupo de amigos criou uma associação de reggae para fortalecer essa cultura no Estado.

“Há dois anos, estávamos discutindo sobre a criação da Associação, primeiramente pensando nas ações e projetos sociais que poderíamos estar fazendo pela cidade, pelos bairros mais carentes de cultura e também para arrecadar roupas e brinquedos . Também vimos a necessidade de o reggae ter uma representatividade maior perante o poder público, em editais de cultura e para realização de shows com grande estrutura, visto que o gênero já tem 30 anos de história em Mato Grosso do Sul”, afirma Lincoln.

Gouveia chama a atenção para a importância em reunir os artistas de reggae, não só músicos, como pessoas que produzem moda relacionada ao estilo. “Nós queremos unir essas pessoas, para realizar eventos e aprofundar estudos sobre a história do reggae, em Mato Grosso do Sul, falar de pioneiros como o baterista e percussionista Caio Inácio, que já fazia reggae em Campo Grande no início dos anos de 1990. A associação já tem evento em andamento, que deve ser um tributo ao músico Bpb Marley, maior representante do gênero musical, que deve acontecer no dia 11 de maio, data da morte do artista”.

“A nossa ideia é fazer uma união de todos que trabalham com o reggae , os artistas que atualmente trabalham com reggae que são CanaRoots, Rockers Sound System, Vamo Apelá Sistema de Som, Casa Dub, DubMistah, Renatto Jackson, Patrik Sandim, na moda temos Patrícia Rodrigues, que é figurinista do CanaRoots e a Pati Dreadmaker, que faz dreadlocks, além disso tem uma loja chamada Maktub Reggae Shop que vende roupas e artigos do reggae e para quem quer ouvir o som no rádio, temos programa Xaymaca Reggae que vai ao ar todos os domingos pela 104,7”, finaliza Lincoln.

Oriundo da Jamaica, o reggae é um gênero musical que ganhou asas e se espalhou pelo mundo. Esse ritmo é uma mistura de vários estilos e gêneros musicais: música folclórica da Jamaica, ritmos africanos, ska e calipso. Tem uma pegada dançante e suave, porém com uma batida bem característica. A guitarra característica, as linhas marcantes do contrabaixo e a bateria singular, faz desse gênero, um dos mais queridos do planeta.

As letras das canções falam de questões sociais, principalmente dos jamaicanos, além de destacar assuntos religiosos e problemas típicos de países pobres. O reggae recebeu, em suas origens, uma forte influência do movimento rastafári, que defende a ideia de que os afrodescendentes devem ascender e superar sua situação através do engajamento político e espiritual.

No Brasil, foi na região norte que o reggae firmou-se com mais força. No estado do Maranhão, principalmente na capital São Luís, é comum a organização de festas ao som de reggae. Na década de 1970, músicos como Gilberto Gil e Jorge Ben Jor são influenciados pelo estilo musical jamaicano. Na década de 1980, é a vez do rock se unir ao gênero da Jamaica, nas letras do grupo Paralamas do Sucesso. Na década de 1990, surgiram vários músicos e bandas..De Cidade Negra, passando por Alma D’Jem, Tribo de Jah, Nativus até Sine Calmon & Morro Fumegante.

Para quem quiser conhecer a Associação do Reggae pode ligar para o número 067 99333-6620 e falar com Lincoln Gouveia.

(Texto: Marcelo Rezende)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.