Projeto Vertentes exalta o pop na Capital

pop

Chegando a sua quinta edição, o Projeto Vertentes – criado pelo Coletivo Campo Grande Música – traz no domingo os músicos Marcus Peretto, Choupyn, a banda Muchileiros e Luciana Fisher, exaltando o que é produzido de pop na Capital e abrindo o palco para que o campo-grandense conheça os músicos de sua terra.

“Tem sido muito legal. O projeto é uma aposta na formação de público para a música local, abrangendo todas as suas vertentes, do regional ao rock, passando por vários ritmos. Isso também mostra ao público a diversidade da produção musical de Campo Grande”, explica a produtora do evento, Maria Alice, em entrevista ao caderno de Arte&Lazer do jornal O Estado.

Quanto a promover o que é produzido musicalmente em Campo Grande, Maria destaca a base de fãs de cada artista ou banda pop, que entram na corrente do “Coletivo CG Música” e aumentam cada vez mais o alcance de quem fica sabendo do Projeto Vertentes. “Tivemos quatro edições e todas foram muito positivas. O músicos que participam de cada edição também assumem a divulgação em suas redes e podem vender ingressos antecipadamente. Isso tem garantido um bom público nas edições. E o patrocínio da Engepar viabilizou a produção necessária para as apresentações. É um trabalho coletivo mesmo”, aponta.

“Acreditamos que a cada edição o projeto ganha mais corpo e vai se tornando mais conhecido pelas pessoas. Os artistas que se apresentam têm uma história na música. Vai ser uma edição incrível, como foram as outras também. Quando o Jerry apresentou a ideia do projeto ao Coletivo de música, foi aceito e desenhado por várias cabeças. Os artistas começaram a se inscrever na mesma hora, o que já garantiu várias edições do projeto”, ressalta Maria Alice.

Convidando a população, a produtora destaca o sentimento que mantém o projeto fluindo na Capital. “Há um sentimento de que unidos ficamos mais fortes na promoção de nossos trabalho e acho que é exatamente isso que o Vertentes representa. Convido todos a irem assistir. Tem um clima intimista, de proximidade com o artista, que torna tudo mais atrativo. Luciana Fisher, Marcus Peretto, Choupyn e Muchileiros vão apresentar show de muita qualidade, vale a pena!”

Sentimento esse de união, que é sentido por quem é convidado para tocar no evento, como é o caso da banda Muchileiros. “O projeto Vertentes simboliza algo que sempre quisemos fazer parte, a união de artistas em prol da nossa música como um todo, num espírito de colaboração e amizade. Algo muito importante para fortalecer a cena local. Estamos ansiosos pelo domingo e acreditamos que vai ser uma noite muito bacana onde faremos um repertório com bastante som autoral e algumas novidades”, destaca Carlos Soria Caceres, respon – sável pelo vocal, violão, charango e sopros do grupo.

“Quando se trata de arte tudo é inspiração e nós sempre usamos nossas experiências e conhecimentos musicais para nutrir e dar um tempero a nossa música, acho que o mais importante no projeto é a troca de experiências entre todos que fazem parte do projeto e do público que estará presente no dia”, pontua Soria.

Buscando o valor da arte, que mantém os músicos, Carlos Soria finaliza ressaltado que: “A música, além de ser nossa maior paixão, é a nossa válvula de escape, em que podemos expor nossos sonhos, sentimentos, revoltas e tudo aquilo que vivenciamos, acima de tudo somos uma família que faz com amor aquilo que é o nosso sustento e é isso que sempre nos motiva a seguir esse caminho”.

Serviço: A 5ª edição do Vertentes acontece neste domingo (18), às 18 horas, na Casa de Ensaio, na Rua Visconde de Taunay, 203, com ingressos a R$ 30 e R$ 15 a meia-entrada. Acesse também: Milwaukee Bucks conquista o título da NBA após 50 anos

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *