26 janeiro 2021, 10:09
Foto: Valentin Manieri

Há 18 anos, O Estado ressalta a cultura de Mato Grosso do Sul

Sempre celebro datas importantes para a cultura aqui na coluna “Conversa de Botequim”, e hoje tenho a alegria de comemorar a maioridade do meu local de trabalho. Foi no dia 2 de dezembro de 2002 que o jornal O Estado de Mato Grosso do Sul, idealizado e comandado pelo empresário Jaime Vallér, circulou pela primeira vez nas bancas de MS, e o caderno Artes&Lazer, do qual hoje tenho orgulho de ser editor, trazia na capa a chamada “Blues bem representado em Campo Grande”, assinada pela minha querida amiga Michelle Rossi, justamente falando sobre o primeiro álbum “Envelhecido 12 Anos”, da banda Bêbados Habilidosos, onde atuei como baixista ao longo de 26 anos.

Me lembro da alegria de todos os membros da banda em sair nas páginas do jornal O Estado, e que ao longo da própria história dos Bêbados Habilidosos noticiou tanta coisa boa, assim como um dos momentos mais traumáticos da minha carreira musical, que foi a morte de nosso vocalista Renato Fernandes, com a matéria intitulada “Ele sempre será o Blues”, de Daiane Líbero. Hoje estou aqui do outro lado, noticiando lançamentos de peças teatrais, álbuns de artistas novos e veteranos, shows, estreias de filmes, exposições de arte, festivais e tudo mais que faça parte da cultura sul-mato- -grossense e de todo o país, aliás a cultura sempre esteve bem representada aqui na redação por editores e repórteres que hoje atuam em nossa classe artístico-cultural.

Não vou conseguir me recordar de todos os nomes ligados à arte que passaram pelo jornal, mas vale citar figuras como Alex Fraga, que foi editor-chefe e que me convidou primeiramente para escrever a coluna “Conversa de Botequim”, estreada no dia 20 de abril de 2018, e que depois me chamou para assumir o editorial de Artes no lugar de Luciana Petelinkar. Como não lembrar do jornalista, músico e pesquisador Rodrigo Teixeira, da minha amiga Elusa Prado e do camarada Lucas Arruda, que assim como Rodrigo sempre trazem boas pautas para o caderno? Temos também os novos talentos: Alana Regina e meu parceiro de redação Leo Ribeiro, que se prepara para tomar novos rumos. É tempo de festejar e de saudar todos aqueles que levam as notícias culturais para os lares dos nossos leitores. Não podemos nos esquecer dos paginadores, que dão vida a toda a edição, e de todos aqueles que diariamente trabalham para que chegue um material de qualidade até todos vocês que acompanham nosso trabalho.

(Confira mais na página C2 da versão digital do jornal O Estado)

Veja Mais:

“Ela queria mostrar que nossa cultura é muito abrangente”, relembra fundadora do Grupo Tikay

Veja também

Músicas deixadas por Cristiano Araújo serão lançadas este ano

O cantor Cristianos Araújo, perdeu a vida em 2015 após um acidente de trânsito, ele …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *