28 novembro 2020, 13:40
Reprodução/Facebook

Biden nomeia brasileira para força-tarefa de combate à Covid-19

O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou nesta segunda-feira (9), os integrantes de sua força-tarefa para combater o coronavírus no país. Entre os profissionais indicados está a médica brasileira Luciana Borio, especialista em biodefesa, doenças infecciosas e saúde pública do think tank Council on Foreign Relations.

Borio vive nos Estados Unidos desde o fim da década de 80 e atuou como cientista chefe do FDA, agência reguladora de drogas e alimentos nos EUA. Também foi diretora para preparação médica e de biodefesa do Conselho de Segurança Nacional (NSC, na sigla em inglês), que assessora a Casa Branca, até seu departamento ser extinto por Donald Trump em 2018.

Desde o início da pandemia, a cientista ainda foi uma das vozes mais críticas à adoção da cloroquina como tratamento para a Covid-19 antes de comprovação científica de sua eficácia.

A brasileira foi remanejada para outras unidades dentro do NSC e até maio de 2019 serviu como assessora da Casa Branca. No ano passado, ela saiu do setor público para a In-Q-Tel, uma empresa de investimento estratégico em tecnologia para defesa e segurança nacional.

Além de Borio, a força-tarefa do democrata contará com importantes pesquisadores de universidades americanas e ex-membros da Organização Mundial da Saúde (OMS). A equipe será liderada pelo ex-cirurgião-geral Vivek Murthy, o ex-comissário da Food and Drug Administration (FDA), David Kessler, e a Dra. Marcella Nunez-Smith, da Universidade de Yale.

“O conselho de transição ajudará a moldar minha abordagem para gerenciar o aumento nas infecções relatadas; garantir que as vacinas sejam seguras, eficazes e distribuídas de forma eficiente, equitativa e gratuita; e proteger as populações em risco”, disse Biden ao anunciar os nomes dos especialistas em sua equipe.

(Com informações: VEJA)

Veja também

Chile escolhem civis para escreverem uma nova Constituição

O Chile arquivou os últimos resquícios da ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990) com uma votação …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *