27 novembro 2020, 9:54
Crédito: Divulgação

Apenas 4 cidades têm risco tolerável para COVID

Finalizando a 42ª semana epidemiológica, o Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança da Economia) atualizou o grau de risco dos 79 municípios do Estado e mostrou que apenas quatro estão em situação de risco tolerável (bandeira amarela). Outros 43 municípios estão no grau médio (bandeira laranja) e 32 no grau de risco alto (bandeira vermelha). Campo Grande, que estava no grau alto (bandeira vermelha), voltou para o grau médio. 

De acordo com a atualização, Nioaque, Paraíso das Águas, Jutí e Novo Horizonte são os únicos que estão na bandeira amarela. O Estado permanece sem nenhuma cidade nas faixas de risco baixo (bandeira verde) ou extremo (bandeira cinza). 

De acordo com a avaliação da secretária adjunta de Saúde, Christinne Maymone, é importante que se mantenha a vigília quanto aos protocolos, pois a evolução da pandemia no Estado ainda é preocupante. “Estamos em uma situação moderada com uma leve descendência, porém, sem alteração da nossa taxa de letalidade (de 1,9) e com aumento do número de internações”, analisou. 

Para o secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, a única forma de melhorar a situação dos municípios é seguir as recomendações sugeridas pelo programa, além de manter os protocolos de biossegurança e isolamento social amplamente disseminados. 

Boletim epidemiológico 

A COVID-19 continua avançando e o número de internados chega a 342, além de outros três pacientes de outros estados. Há dois dias, o número de pessoas em leitos clínicos é maior que as internações em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva). 

De acordo com os dados divulgados ontem (23), são 185 pessoas internadas em leitos clínicos onde 100 estão pelo SUS e 85 pela rede privada e 160 em leitos de UTI, sendo 109 pelo SUS e 51 na rede privada. 

Mesmo assim, para o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, o número de internados, que aumentou nos últimos dias, ainda não é reflexo do último feriado prolongado. “Esses são dados do dia a dia da COVID-19, o reflexo do feriado só será sentido no início da próxima semana”, afirmou. 

Até o momento, são 79.120 casos confirmados, 410 casos a mais que o boletim anterior. São 1.538 mortos, sendo 14 vítimas a mais entre um boletim e outro.

Veja também: No Dia Mundial de Combate à Poliomielite, shopping terá ponto de vacinação

(Texto: Dayane Medina)

Veja também

Capital retoma toque de recolher na sexta e MS amplia leitos de UTI

Medida restritiva do município começa na meia-noite de sexta (27), com duração de 5 horas, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *