25 novembro 2020, 19:03
Reprodução/Internet

Uma pessoa é assassinada a cada 10 minutos no Brasil

No primeiro semestre desde ano, no Brasil foram registrado em média uma pessoa morta, assassinada, a cada 10 minutos. Ao total, são cerca de 26 mil homicídios entre janeiro e junho de 2020, maioria negros.

Em relação ao mesmo período de 2019, houve um aumento de 7,1% no número de vítimas de homicídio no Brasil. Os dados são do Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2020, divulgado nesta terça-feira (20).

No final de 2019, os números já apresentavam uma alta, mesmo com esse fato os pesquisadores esperavam uma estabilidade este ano devido à pandemia.

Em 2019, as mortes intencionais caíram 18%, passando de 57.574 em 2018 para 47.773, mas no último trimestre do ano passado os assassinatos relacionados com o narcotráfico aumentaram em algumas regiões do país.

Feminicídios

Com a pandemia, os casos de feminicídios aumentaram, do total de homicídios cerca de 2.500 corresponderam a mulheres assassinadas.

No Brasil, foram contabilizados 1.326 feminicídios no ano de 2019, um crescimento de 7,1% em relação a 2018, a maioria mulheres negras. Já nos primeiros seis meses de 2020 foram registrados 648 casos, quase metade do total do ano anterior.

As medidas do Governo visando mudanças para conter e prevenir a violência de gênero durante a pandemia não tem sido validas e nem suficientes, de acordo com uma das pesquisadoras do Anuário, Amanda Pimentel.

“Enquanto países como França, Espanha, Itália e Argentina transformaram quartos de hotel em abrigos temporários para mulheres em situação de violência – garantindo-lhes proteção e quarentena segura -, além de terem criado centros de aconselhamento em farmácias e supermercados para que as denuncias fossem feitas através de ‘palavras-chave’, no Brasil não se deu a mesma relevância”, lamentou.

Dados

A maioria das vítimas de assassinato são negros, que compõe cerca de 91,2% dos homicídios, entre esses os jovens estão em maior alvo, 20 e 29 anos contabilizam 36% dos casos.

A análise revelou também que as mortes por intervenção policial cresceram 6% este ano, passando de 3.002 no primeiro semestre de 2019 para 3.181 nos primeiros seis meses de 2020. Mortes de civis durante operações policiais foram registrados mais de 3.000.

O número de menores assassinados em 2019 é outro dado que preocupa os pesquisadores, já que, segundo o relatório, cerca de 5.000 crianças e adolescentes perderam a vida de forma violenta no Brasil, praticamente 10% do total de homicídios ocorridos no ano passado.

Veja também: Polícia recupera gados furtados em Ribas do Rio Pardo

Veja também

Contas externas têm saldo positivo de US$ 1,47 bilhão

As contas externas registraram saldo positivo em outubro pelo terceiro mês seguido, informou hoje (25), …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *