26 novembro 2020, 23:37
Crédito: Reuters/Thomas Peter

Brasil vai comprar 46 milhões de doses da CoronaVac

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, assinou nesta terça-feira (20) um protocolo de intenções para adquirir 46 milhões de doses da vacina CoronaVac, que está sendo desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan.

Segundo o Ministério da Saúde, esta ação é mais um passo na estratégia de ampliar a oferta de vacinação para os brasileiros. O ministério já tinha acordo com a AstraZeneca/Oxford, que previa 100 milhões de doses da vacina, e outro acordo com a iniciativa Covax, da Organização Mundial da Saúde, com mais 40 milhões de doses.

Somadas, as três vacinas – AstraZeneca, Covax e Butantan-Sinovac – representam 186 milhões de doses, a serem disponibilizadas ainda no primeiro semestre de 2021.

Segundo o ministro, as doses serão distribuídas em todo o Brasil por meio do Programa Nacional de Imunizações (PNI).

“Temos a expertise de todos os processos que envolvem esta logística, conquistada ao longo de 47 anos de PNI. As vacinas vão chegar aos brasileiros de todos os estados”, disse Pazuello.

*Com informações da Agência Brasil

Veja também: MEC discute novas formas de avaliar ensino superior

Veja também

Covid-19: Pfizer inicia pedido de registro para vacina na Anvisa

A farmacêutica Pfizer informou hoje (25) que deu início ao processo de pedido de registro junto à …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *