20 outubro 2020, 19:35
Reprodução

Jovens poderão ter acesso a vacina só em 2022

Organização Mundial de Saúde alertou, esta quarta-feira, os jovens para o fato de poderem vir a receber a vacina contra a Covid-19 apenas em 2022. Isto porque, após serem criadas, as autoridades sanitárias irão administrálas, primeiro, a idosos e grupos de risco.

A informação foi assegurada pela cientista-chefe desta organização, Soumya Swaminathan.

“Todos pensamos que no dia 1 de janeiro vai haver uma vacina e que as coisas vão voltar ao normal, mas não é assim. Ninguém nunca produziu a quantidade de vacinas que vão ser necessárias, pelo que em 2021 vamos ter apenas vacinas numa quantidade limitada”, disse Soumya.

Em suma existe um consenso claro para que os primeiros a serem vacinados sejam os trabalhadores de saúde que estão na primeira linha de combate à pandemia e depois os idosos e as pessoas mais vulneráveis, referiu a especialista para depois acrescentar: “Uma pessoa jovem e saudável terá que esperar até 2022 para ser vacinada”.

Swaminathan ponderou que a esperança será de que, ao vacinar uma parcela da população, a taxa de mortalidade caia. Segundo ela, a vacina só vai gerar imunidade de rebanho, após 70% da população ser imunizada, o que equivale a 5 bilhões de pessoas.

A meta da OMS até o final do próximo ano, é vacinar 2 bilhões de pessoas, o que será a maior campanha de vacinação da história.

(Com informações: Noticia ao Minuto)

Veja também: ‘Vacina do Butantan é do Brasil, não de SP’, diz secretário de Saúde

Veja também

Argentina ultrapassa marca de 1 milhão de casos de covid-19

A Argentina ultrapassou na segunda-feira (19) a marca de 1 milhão de casos de covid-19. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *