20 outubro 2020, 18:46
Foto: Chico Ribeiro/ Ilustrativa

Após meses de tratamento interrompido, pacientes voltam a receber atendimento no CEM

Em março, quando foram registrados os primeiros casos de coronavírus no Estado, algumas especialidades médicas tiveram seus atendimentos suspensos em razão da pandemia, mantendo apenas aqueles considerados essenciais. Mas, desde o início deste mês, os usuários do sistema público de saúde voltaram a ser atendidos em mais 17 especialidades médicas.

Nem todos os atendimentos do CEM (Centro de Especialidades Médicas) chegaram a ser suspensos, aqueles que eram considerados essenciais, como o controle de diabetes, serviços de pré-natal, farmácia especializada e serviços de urgência e emergência, continuaram ininterruptamente. As demais consultas e atendimentos aos poucos estão sendo retomadas de acordo com a necessidade e a demanda reprimida.

Entre os atendimentos suspensos estava o dermatológico, mas, para a alegria da auxiliar de lanchonete Maria Breve da Silva, de 59 anos, após cinco meses recebeu retorno do CEM para dar continuidade ao tratamento com dermatologista.

Segundo ela, o tratamento havia começado recente, mas foi interrompido por conta da pandemia. “Eu estava com problemas de alergia e comecei a fazer tratamento dermatológico em janeiro, tinha apenas dois meses quando os atendimentos foram suspenso por conta do coronavírus”, comentou.

Após longa espera, assim que os atendimentos foram normalizados, Maria recebeu a ligação de retorno. “Estou feliz que vou dar continuidade ao meu tratamento”, celebrou.

Dona de casa, Neusa de Souza Nogueira, de 59 anos, também recebeu retorno na semana passada para dar continuidade ao tratamento neurológico. “Eu já faço acompanhamento aqui no centro há um ano e meio e, por conta da pandemia, meus atendimentos foram suspensos”, comentou.

Apesar da pausa de alguns meses, Neusa não teve problemas para continuar o tratamento neurológico. “Graças a Deus eu conseguia renovar minha receita no posto de saúde mais próximo da minha casa e não tive interrupção no meu tratamento, sempre tomei remédios. Agora, com retorno no CEM posso passar pelo médico especialista para dar continuidade”, comemorou.

Ainda de acordo com a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública), no início do mês, o CEM retornou os atendimentos de angiologia geral, oftalmologia pediátrica, cirurgia plástica adulto, pequenas cirurgias, urologia, proctologia, dermatologia, nefrologia para paciente diabético e gastroenterologia para adultos.

(Confira mais na página A6 da versão digital do jornal O Estado)

Veja mais:

SES cria ‘padrinhos’ para o monitoramento da COVID-19

Veja também

Pisos racham e construtora é condenada a indenizar cliente

Construtora foi condenada a pagar uma indenização no valor de R$15 mil para cliente que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *