29 outubro 2020, 21:42
Crédito: Divulgação

TRE-MS não acredita em debandada de mesários

O TSE (Tribunal Superior leitoral) vai lançar uma ação midiática em agosto para evitar um “sumiço” de mesários no Brasil em razão da pandemia. Ao mesmo tempo, o presidente do Tribunal Regional Eleitoral de MS, desembargador João Maria Lós, diz que orientações e distribuição de EPIs (Equipamentos de Protenção Individual) estão previstas.

A possibilidade da desistência de voluntários é exatamente pelo medo e risco de contágio pelo novo coronavírus. Dessa forma, a folga de dois dias no trabalho, por dia de serviço como mesário, aparentemente não tem tanto peso na escolha. Apesar disso, o desembargador não acredita em debandada dos voluntários em Mato Grosso do Sul e diz que tudo será melhor avaliado ao iniciar o processo eleitoral.

“Aliás, na verdade, o processo de chamamento dos desafios ainda não começou. Quando iniciar, nós teremos melhores condições de avaliar esse processo. Eu, pessoalmente, acho que os mesários não vão deixar de colaborar com a Justiça Eleitoral, como sempre o fizeram. Até porque serão distribuídas EPIs, além de outras providências que serão adotadas para a proteção dos mesários, eleitores, e, demais envolvidos com o processo eleitoral”, explicou rapidamente.

Confira a notícia completa aqui, em nossa versão digital

(Texto: Andrea Cruz/ publicado no site por Karine Alencar)

Veja também

Salles rebate Maia pelo Twitter: “Nhonho”

Após entrar em rota de colisão com o ministro Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria de Governo, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *