9 agosto 2020, 7:41
Divulgação

Operário já calcula pelo menos 12 saídas do elenco deste ano

Dois titulares do Galo já estão em campo em decisões pelo Brasil afora

Sem disputar uma partida desde o dia 14 de março em virtude do coronavírus e com o Estadual sem datas definidas para ter o seu retorno, o Operário já espera pela perda de pelo menos 12 jogadores do seu elenco de 25 atletas contratados para a disputa da temporada.

Desse montante, dois titulares já acertaram suas transferências e estão em campo em outros clubes na disputa de rodadas decisivas dos estaduais pelo Brasil afora. Ambos estavam em campo na vitória do Galo por 2 a 1 diante do Crec (Costa Rica Esporte Clube), partida válida pela última rodada da fase de grupos do Estadual.

Com oito partidas jogadas pelo Sul-Mato-Grossense deste ano, o lateral-direito Emerson disputa atualmente o Campeonato Mineiro. Após o Estadual, o ex-defensor do Operário se transferiu para o Patrocinense, atuando, inclusive, na quarta-feira (29) como titular da derrota do seu novo clube para o Atlético-MG de Jorge Sampaoli por 4 a 0, no Mineirão.

O resultado eliminou o time do interior mineiro da semifinal do Estadual local, mas garantiu sua classificação, como oitavo colocado, para o Torneio Inconfidência, competição que reúne os derrotados da disputa e vale vaga na Copa do Brasil ou Série D do Brasileirão. O adversário será o gigante Cruzeiro, ainda em crise, em confronto que terá local, data e hora ainda a serem definidos.

O volante Eberson, titular em seis oportunidades pelo clube alvinegro na temporada, seguiu para o ASA, clube de Alagoas. Quinto colocado no Campeonato Alagoano, o ASA bateu o CSA no clássico local por 2 a 0, também na quarta. Assim como Emerson, também foi titular.

Sem previsão de retomada, o Estadual segue paralisado. Estevão Petrallás, presidente do Operário afirmou ao jornal O Estado que o clube tem promovido ações para custear justamente o retorno dos atletas

De acordo com o dirigente, o clube deve perder cerca de 60% de seus jogadores durante o período pandêmico. “Nenhum clube no Estado tem condições de manter contrato com os atletas por mais de um ano. Acabamos liberando muitos jogadores”, disse o diretor.

Confira o material completo e outras notícias de esportes na Edição Digital do Jornal O Estado MS.

(Texto: Alison Silva/Publicado por João Fernandes)

Veja também

Vôlei: Minas confirma acerto com levantador William

O Minas Tênis Clube anunciou nesta sexta-feira (7), através de suas redes sociais, o acerto …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *