5 agosto 2020, 20:39
Crédito: Folhapress

STF pressiona contra redução salarial e corte de penduricalhos

Em meio à crise econômica desencadeada pelo novo coronavírus, o STF (Supremo Tribunal Federal) tem pressionado o Congresso para preservar o próprio salário e evitar a aprovação da redução de vencimentos e de jornada de trabalho de servidores públicos.

A corte, inclusive, fez questão de declarar, nesta semana, a inconstitucionalidade de artigo da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) que permitia a diminuição de vencimentos do funcionalismo como alternativa para enfrentar problemas financeiros.

Além do lobby em favor da própria remuneração, o Supremo também dá demonstrações de que não quer mexer nos chamados penduricalhos da magistratura, os benefícios que engordam o salários dos juízes.

No último dia 23 de março, quando a pandemia já havia sido decretada, a corte retirou de pauta o julgamento que discute se juízes têm direito a licença-prêmio.

Veja também: Brasil registra 1.071 mortes nas últimas 24 horas

(Texto: Notícias ao Minuto)

Veja também

Inflação para famílias de renda mais baixa fica em 0,50% em julho

O Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 (IPC-C1), que mede a variação da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *