8 agosto 2020, 7:29
Crédito: Divulgação

Dobra número de novos aposentados em MS durante pandemia

De março a junho deste ano, Mato Grosso do Sul ganhou 3.077 novos aposentados pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), o equivalente a 25 concessões por dia. O número supera o dobro do registrado no mesmo quadrimestre de 2019, quando 1.290 pessoas passaram a ser seguradas com o benefício, média de 10 aprovações diárias.

O salto maior foi constatado nas concessões de aposentadoria por idade, de 991 entre março e junho de 2019 para 2.269 em igual período deste ano. A variação é de 128,9%.

A evolução nas novas aposentadorias por tempo de contribuição foi de 102,5%. Foram 399 aprovações de março a junho do exercício anterior, ante 808 em 2020.

Os números são do próprio INSS. Via assessoria de imprensa, a gerência regional do instituto afirma que o processo de concessão das aposentadorias ganhou celeridade com os servidores em teletrabalho.

A medida foi adotada por órgãos públicos e também pelo setor privado neste período de pandemia do novo coronavírus, uma vez que ajuda a frear o contágio em massa ao suspender atendimentos presenciais.

São 117 funcionários públicos do INSS no Estado, 90 deles na região de Campo Grande. Os trabalhadores se organizam em centrais no Brasil inteiro, em que cada núcleo dá conta de processos específicos, como aposentadorias e salário-maternidade.

Há também trabalhadores ditos “híbridos”, com função inicial prejudicada pela pandemia de COVID-19. Estes podem se candidatar a reforçar as centrais, não sem antes passar por cursos de capacitação.
Cada procedimento resolvido pelo servidor conta pontos, que variam de acordo com o grau de complexidade. A produtividade reflete diretamente nos vencimentos do funcionário.

Análise e concessão das aposentadorias 100% a distância superaram entraves como extensos atendimentos presenciais, que tomam tempo dos servidores e desaceleram os processos.

Atendimento remoto permanece mesmo após reabertura de agências

As agências do INSS em todo o Brasil estão fechadas desde a deflagração da emergência em saúde. A reabertura estava prevista para essa segunda-feira (13), mas foi adiada novamente, para 3 de agosto.

O instituto afirma que o adiamento foi definido após “nova avaliação das informações apresentadas pelo grupo de trabalho responsável pelo plano de ação de reabertura indicar que um número reduzido de agências cumpriria todos os requisitos estabelecidos até 13 de julho”.

O atendimento segue exclusivo por meio de canais remotos (como o Meu INSS e a Central 135). Conforme portaria, a modalidade será mantida mesmo após a reabertura das agências.

Segundo o INSS, o tempo de funcionamento dos postos será parcial, com seis horas contínuas. O atendimento será exclusivo a segurados e beneficiários com agendamento prévio pelos canais do órgão. Também serão retomados os serviços que não possam ser realizados a distância, como perícias médicas, avaliação social e reabilitação profissional.

(Texto: Jones Mário)

Veja também: SES vai distribuir hidroxicloroquina, mas não recomenda uso

Veja também

MS ocupa 1º lugar no ranking de transparência sobre covid

Mato Grosso do Sul lidera o ranking nacional de transparência em relação às informações da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *