8 agosto 2020, 8:31
Crédito: Reprodução/Internet

Lei prevê incluir insalubridade aos profissionais da saúde

Projeto de Lei nº 9.804/20, que prevê adicional insalubridade aos profissionais da área de saúde de Campo Grande que enfrentam a covid-19. A proposta é do vereador Dr.Cury, e foi aprovada nesta quinta-feira (09), agora será analisada pelo prefeito de Campo Grande.

No Brasil, cerca de 787,6 mil profissionais de saúde precisaram se afastar das unidades de saúde durante a pandemia no país, suspeitos de contrair o novo coronavírus. Desses, 174.137 tiveram a confirmação para o vírus.

“Esse é um dos momentos mais delicados e tristes na saúde. Não existe um guerreiro que não quis ir ao trabalho durante a pandemia, pelo contrário, eles se arriscam e dedicam diariamente. A aprovação desse projeto é uma forma de ouvir o segmento e atender o anseio de todos os profissionais. É um senso de gratidão da população para esses heróis. Meu agradecimento ao presidente do Sindicato dos Médicos de Mato Grosso do Sul (SinMed), Dr. Marcelo Santana, ao presidente do Sindicato dos Odontologistas de Mato Grosso do Sul (SIOMS), Dr. David Chadid, e ao SISEM (Sindicato dos Funcionários e Servidores Municipais de Campo Grande) que me ajudaram na construção desse projeto”, ressaltou Dr. Cury.

No projeto são contemplados: Médicos, Odontólogos, Psicólogos, Enfermeiros, Técnicos de enfermagem, Auxiliar de enfermagem, Farmacêutico, Assistentes sociais, Auxiliar de serviço bucal, Agentes de saúde, Agentes comunitários, Agentes de endemia, Assistente de serviços de saúde, Assistente administrativo I, Assistente administrativo II, Auxiliar social I, Auxiliar social II, Técnicos de Imobilização Ortopédica, Técnicos em radiologia, Técnico em Necropsia, Motoristas de ambulâncias, auxiliar de serviços de saúde lotados em UPAs (Unidade de Pronto Atendimento) e CRSs (Centro Regional de Saúde).

Também foram incluídos os Guardas Civis Metropolitanos, Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais, Médicos Veterinários, Técnicos em Assistência Bucal e Auxiliares de Saúde Bucal, Auditores Fiscais de Vigilância Sanitária, Agentes Fiscais Sanitários e servidores lotados na estrutura organizacional da SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social).

Veja também: Enfermeiros são convocados pelo processo da Funsau

(Texto: Inez Nazira com informações da Assessoria)

Veja também

Comissão da reforma tributária ouve estados na próxima semana

A comissão mista que discute as propostas de emenda à Constituição (PEC) de reforma tributária vai …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *