26 novembro 2020, 22:24
Crédito: Marcos Corrêa/PR

‘Não dê munição ao canalha que momentaneamente está livre’

O presidente Jair Bolsonaro se manifestou pela primeira vez em alusão a Lula após a saída do ex-presidente da cadeia. “Não dê munição ao canalha, que momentaneamente está livre, mas carregado de culpa”. Também pediu prudência aos seus seguidores e disse que não podem cometer erros.

A declaração foi feita neste sábado (9) via Twitter. Na ocasião, Bolsonaro não cita nominalmente o petista. Eis abaixo:

Bolsonaro tem sido cobrado pela militância a se posicionar mais incisivamente contra a decisão do Supremo Tribunal Federal que suspendeu a prisão após condenação em 2ª Instância. Até às 8h30 deste sábado, o presidente tinha evitado falar sobre o tema.

Na sexta-feira (8) à noite, depois de a liberação de Lula, Bolsonaro disse era responsável pelo governo federal e que não cairia “numa canoa furada”. Também orientou os ministros a não criticarem diretamente o STF. Falou que os chefes das pastas podem ter opinião pessoal sobre o tema, mas não falar pelo governo, segundo o ministro Osmar Terra (Cidadania).

Veja também

Supremo não permitirá desconstrução da Lava Jato, afirma Fux

Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, disse nesta quinta-feira (26) que a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *