Hora da Fofoca: Hoje é o Dia Internacional contra a GLBTfobia, Fiz uma Playlist de musicas de 4 Divas que tratam sobre o Tema

thumbnail_FDA4E2D1-53EF-43AA-BA6A-D0EB04611AD9

Segunda-Feira Beninos e Beninas, tenham uma semana maravilhosa.

Bora Fofocá?

Sarah Andrade aparece no canal de Silvio Santos

Sarah Andrade foi uma das participantes do quadro Passa ou Repassa, do “Domingo Legal”, do SBT, deste domingo, isso não é um bom sinal, porque a Globo na libera ex-bbbs que eles tenham interesse em seu casting. Ou seja, Sararaca não terá um espacinho na grade da Plim Plim. Assim que apareceu na telinha, os fãs da ex-participante do “BBB21”, encheram o Twitter de reações.Ao conversar com Celso Portiolli, a consultora de marketing negou a possibilidade de participar de um novo reality show e avisou: “Meu psicológico ainda tá abalado, preciso me recuperar primeiro.”

Neymar faz dancinha do Tchaki Tchaki Paris Saint-Germain contra o Reims

em jogo do Gilberto Nogueira, o Gil do Vigor, já virou lenda! Neste domingo (16), o ex-BBB, que acaba de assinar contrato com a TV Globo, recebeu duas belas homenagens em dois jogos de futebol. Primeiro veio Neymar, que durante partida do Paris Saint-Germain contra o Reims, pelo Campeonato Francês, acabou fazendo a dançinha do ‘Tchaki Tchaki’ de Gil em campo. Já no jogo entre o Sport e o Náutico, os meninos do time fizeram outra homenagem. Por lá, as homenagens para Gil, alvo de homofobia de conselheiros do clube, não pararam nas camisas personalizadas utilizadas pelo clube na final do Pernambucano. Após abrir o placar sobre o Náutico, aos 35 minutos, o atacante Everaldo correu para a comemoração e dançou o “tchaki tchaki” do rubro-negro ao lado de Tréllez e Neílton.  Nas redes sociais, o assunto ‘Tchaki Tchaki’ viralizou.

Uma das melhores amigas de Paulo Gustavo passa o dia do seu aniversário com os filhos do ator

Mônica Martelli Mônica Martelli emocionou os seguidores do Instagram ao postar sequência de fotos, no Instagram, ao lado dos filhos gêmeos de Paulo Gustavo e Thales Bretas, Gael e Romeu. Thales está com as crianças na fazenda do namorado de Martelli, no interior de São Paulo, para receber carinho e amparo dos amigos, após a morte de Paulo Gustavo, vítima da Covid-19.”Amanhã é meu aniversário e eu ganhei de presente estar com esses dois tesouros, fruto do amor do Paulo Gustavo e Thales. Eles tiveram o enorme poder de trazer meu sorriso de volta. Continuaremos caminhando juntos nessa vida. Podem contar comigo pra sempre”, escreveu Mônica.

Ritmo musical do Norte e Nodeste invade o Brasil

Em 2020, o cenário musical brasileiro se viu sob uma enorme influência do Piseiro, vertente nordestina do Forró que chegou nas grandes paradas com o grupo “Barões da Pisadinha”. O estilo, que antes poderia ser visto somente com um olhar regional, se difundiu por todo o país e adentrou diversos outros gêneros musicais. Orlandinho do Piseiro é considerado o rei do ritmo nas redes sociais, mas vários outros artistas já aderiram à nova onda do forró, como Wesley Safadão,  Xand Avião, Márcia Fellipe e etc. E se você pensa que apenas artistas que cantam forró adotaram a moda do Piseiro, está enganado! A força do ritmo foi tão grande que conhecidos nomes do mundo pop resolveram inovar utilizando a tendência. Duda Beat, por exemplo, é lembrada por sempre valorizar a cultura nordestina em sua música, tanto no contexto visual quanto sonoro de sua obra. A cantora, que produz músicas dentro do contexto pop, mescla suas faixas com ritmos do piseiro, do pop, brega e forró, tudo com muita originalidade. Duda recentemente lançou um novo álbum que exemplifica bem a mistura da música popular com o forró nordestino. Sem dúvidas, a diversidade dos estilos proporciona com que o gênero do forró, muitas vezes até mesmo visto com um olhar de desvalorização devido alguns conceitos enraizados no Brasil, que renegam a própria cultura, alcance diferentes públicos e nichos por meio da música pop. Pabllo Vittar também é um grande exemplo no quesito de pluralidade musical. Com seus recentes hits, que rapidamente se tornaram enormes sucessos, “Amor de Que…” e “Ama Sofre Chora”, o cantor trouxe ao cenário pop faixas inteiramente construídas com o ritmo do brega e do piseiro.

Fabio Jr reúne toda a família em um clic pra lá de especial

Fábio Jr. é conhecido por seu talento na música, a fama de galã e, é claro, por sua família que também possui outros nomes bastantes lembrados na mídia. No último sábado (15), o cantor postou um clique mega especial em que aparece ao lado de todos seus filhos: Cleo, Fiuk, Krízia, Záion e Tainá. Além deles, a esposa do astro, Fernanda Pascucci, e o pet da família também marcam presença na foto. “Amores da minha vida! Amo vocês muitão. Dia da família. Família é uma luz, um porto seguro. Família é passado, presente, futuro”, escreveu o famoso na legenda da publicação.

Hoje é o Dia Internacional contra a Homofobia

Nesta segunda-feira (17), é o Dia Internacional contra a Homofobia, data criada em 2004 para chamar a atenção para a violência, discriminação e preconceito contra a comunidade LGBTQIA+. Pensando nisso, preparei uma playlist de músicas de 4 Divas artistas da comunidade que tratem sobre o tema. Confira a lista!

A Caminhada – Gloria Groove Para começar com a playlist com o pé direito, vamos de uma das músicas mais militantes e politizadas de Gloria Groove, uma das maiores drag queens do Brasil e cantoras da comunidade LGBTQIA+.“A Caminhada” compõe o EP “Alegoria” da artista, e de acordo com ela, é uma continuação espiritual de Dona e Império, seus primeiros singles cuja mensagem é similar. Na letra, vemos Gloria falando dos efeitos da fama e do interesse geral na arte LGBTQIA+, que cresceu exponencialmente. No clipe, até referências a demandas políticas atuais são feitas.

Bixa Preta – Linn da Quebrada Não podemos falar de militância pela diversidade na música brasileira sem citar Linn da Quebrada não é mesmo? Além de representar a comunidade Trans, Linn é uma representatividade negra e feminina, tornando-a ainda mais necessária na atualidade. A música escolhida é “Bixa Preta”, cuja letra forte com um beat marcante a torna uma joia em qualquer lista sobre músicas militantes, com a letra sendo um super recado aos preconceituosos.

Indestrutível – Pabllo Vittar Não podemos falar em comunidade LGBTQIA+ no Brasil sem falar de Pabllo Vittar não é mesmo? A drag queen não para de quebrar barreiras desde seu surgimento e abriu diversas portas no caminho. Fugindo das letras mais politizadas para dar um respiro em nossa playlist, a canção escolhida foi “Indestrutível”, muito marcante para Gil do Vigor no “BBB21”.Esta música é um abraço nos membros da comunidade que estão se sentindo sozinhos por conta do preconceito sofrido, dando um ar de esperança a qualquer um que escutar (além de arrancar umas lágrimas, claro).

Rosa ou Azul- Andréia Mocréia, que pode ser encontrada nas Plataformas Digitais como MC Déia, representatividade do Mato Grosso do Sul, Rosa ou Azul é uma crítica social a politica atual que teve a ousadia de escolher a cor de roupa que meninos ou meninas podem ou não usar. Na letra a artista Sul-mato-grossense expressa a revolta da comunidade GLBTQIA+ contra o preconceito. Euzinha mesma que escrevi a letra.

Por Hoje é só Pessoal

Beijos da Titia Andréia Mocréia.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *