Hora da Fofoca: Como estão os atores de ‘Pantanal’ 31 anos depois da estreia da novela

abertura-pantanal-30-anos_e11f319fc1eabc2152642059a2cae5cd3270c018

Miss Bumbum é marcado por volta de Andressa Urach, barraco na premiação e look de 100 mil reais

De volta às origens! Andressa Urach voltou em grande estilo para o “Miss Bumbum Brasil”. Na última segunda-feira (5), a modelo chegou deslumbrante para o evento que a colocou nos holofotes e comandou a apresentação. Além de apresentadora, Urach também é sócia e garota propaganda do evento de 2021, depois de seis anos se dedicando à vida religiosa.

O pódio ficou com Lunna LeBlanc (Minas Gerais), Ju Campos (Roraima) e Suzzana Simonet (Santa Catarina). Lunna e Ju empataram com 131 pontos, e Urach decidiu que a mineira seria a campeã, indicando Ju para “representá-la” como vice do concurso, posição que ela ficou em sua segunda participação. A emoção tomou conta da Suzzana ao ser anunciada como terceira colocada, já que a apresentadora revelou que a bancária foi demitida após se inscrever para o concurso.

E se engana quem pensa que a disputa ficou longe de confusão. Após a entrega das faixas, a candidataTaty Sindel(Paraíba) tirou a faixa que estava sobre a segunda colocada, Ju Campos, e jogou no chão. Ela foi retirada do palco por seguranças em seguida, e Andressa pediu desculpas pelo ocorrido.

Apesar do breve alvoroço, o “Miss Bumbum Brasil 2021” também celebrou o amor entre duas candidatas no palco da final do concurso. Camila Beck, do Tocantins, beijou Déia Cavalheiro, representante do Mato Grosso do Sul, durante sua apresentação de biquíni. Durante o beijo, elas ergueram a bandeira LGBTQIA+. Elas assumiram o romance no último Dia dos Namorados.

O evento não foi aberto devido à pandemia de Covid-19, mas teve transmissão ao vivo pelo canal do concurso no YouTube. O público escolheu 15 finalistas que disputam o título de Miss Bumbum Brasil 2021 entre 27 candidatas.

O júri contou com oito jurados que avaliaram online: os apresentadores e humoristas Rafinha Bastos e Maurício Meirelles, a ex-paquita Catia Paganote, Vanessa Paula, Israel Cassol, Mestre José, Vivi Tomassi e Jesy Barros.

As quinze finalistas fizeram dois desfiles: um de gala e uma apresentação livre. A vencedora leva para casa a faixa de Miss Bumbum e R$ 50 mil em contratos publicitários.

 

Look de Andressa Urach

No Instagram, Andressa compartilhou registros do seu look e revelou que ele foi montado pelo estilista Felipe Silva, de 33 anos. Segundo a modelo, como símbolo de glória e prosperidade, o vestido escolhido tem a representação dos ramos de louro em uma renda importada e rebordada com cristais da Preciosa.

O estilista se inspirou no universo das pin-ups para trazer uma nova proposta e referência ao moderno, sexy e apostou na técnica francesa de modelagem para trabalhar com as aplicações no próprio corpo da modelo, tornando-se assim uma peça realmente exclusiva, e realçando as curvas. Silva afirmou que a peça é avaliada em R$ 100 mil. A beleza foi assinada por Cayo Lanza.

No palco, Urach ainda usou um colar com letras separadas formando o nome de seu marido, Thiago.

Recentemente, Andressa Urach usou seu perfil no Instagram para fazer uma postagem falando sobre o “Maior Combate de Bumbuns do Brasil”, que aconteceu no dia 05 de julho, em São Paulo. Ela apareceu vestida de lingerie e com asas douradas de anjo.

E, mais uma vez, a modelo escreveu uma mensagem exaltando seu marido Thiago Lopes, a quem ela diz atender todos os seus pedidos.

Novo álbum de Pabllo Vittar, Batidão Tropical, é o mais ouvido no Spotify

No final do mês de junho, Pabllo Vittar lançou o álbum “Batidão Tropical” e já está colhendo os frutos. O projeto está com todas as faixas entre os TOP 50 do Spotify, maior estreia de um álbum brasileiro no Spotify BR em 2021, maior estreia de um álbum pop solo brasileiro no Spotify Brasil e a 2ª maior estreia de um álbum no Spotify BR em 2021.

Vale lembrar que o trabalho anterior, “111 Deluxe”, lançado no fim do ano passado, foi certificado como 3X Diamante.

Para o novo projeto, que é o quarto de sua carreira, Pabllo Vittar dedicou-se aos ritmos do Norte e Nordeste, tanto “Batidão Tropical”, uma referência às batidas típicas de nosso país, oriundas da musicalidade regional das regiões Norte e Nordeste do Brasil.

Ao total são 9 músicas: 3 singles autorais e 6 regravações de músicas que marcaram a vida de Pabllo.

Em maio deste ano, a artista já deixava claro que viria com tudo. Ela lançou o primeiro single do álbum, Ama Sofre Chora, onde apenas nas primeiras 24h foram quase 1 milhão de streams! São mais de 25 milhões de streams de áudio e vídeo, além do certificado de ouro.

É importante ressaltar que Pabllo Vittar tem mais de 5 milhões de ouvintes no Spotify, já ultrapassou no YouTube mais de 7 milhões de inscritos e mais 1.7 bilhões de views em seus vídeos.

 

Monique Evans e a DJ Cacá Werneck reatam namoro

Segundo informações da coluna de Léo Dias, do Portal Metrópoles, Monique Evans e Cacá Werneck reataram o namoro desde novembro do ano passado, mas prefeririam manter a reconciliação em sigilo até se sentirem prontas para oficializar as notícias. As duas haviam terminado em outubro de 2020, depois de 5 anos juntas. Monique e Cacá ficaram apenas um mês separadas.

“Eu queria preservar a gente nessa volta, sabe? Ficar longe de olho gordo e julgamentos. Depois da nossa volta, não tivemos mais nenhuma briga. Revigoramos o nosso amor e a gente repensou vários pontos. Vimos que o nosso amor é maior que qualquer coisa”, declarou Evans para Léo Dias.

A famosa também explicou o cuidado que tomou para não expor a reconciliação com a DJ:

Foi louco porque não podíamos andar juntas. Quando eu fazia uma foto para postar na internet, na casa da Cacá, por exemplo, tinha que procurar uma parede branca para ninguém desconfiar. Ela continua tendo o apartamento dela e eu o meu. Ela precisa de espaço para estudar, dar aulas e para produzir. Mas dormir, sempre dormimos juntas, ou aqui ou lá. Nossos cachorros, que são cinco, também ficam nessa loucura com a gente”, completou a loira.

Dan Stulbach ‘desglamouriza’ vida financeira dos famosos

Dan Stulbach tem apostado mais ainda na carreira de apresentador e vem fazendo sucesso no podcast “Mesa Quadrada“, projeto construído com o apoio da empresa Empiricus, focada no mercado de investimento. E falando em dinheiro, o ator decidiu quebrar o tabu sobre celebridades e o universo financeiro.

Em entrevista ao Notícias das TV, o astro explicou a decisão em “contar os segredos” dessa relação ainda pouco conversada.

“O dinheiro cumpre uma função muito importante na nossa vida. Parece absolutamente óbvio, mas a gente divide isso pouco, glamouriza essa relação com o dinheiro, não compartilha os fracassos, mas ele faz parte das nossas escolhas o tempo inteiro.”

Teco Medina, consultor financeiro e parceiro do podcast, ressaltou o desafio em conseguir personagens populares para os episódios e também o propósito do trabalho em áudio.

“Tivemos a ideia, mas como conseguiríamos falar com um público grande sobre finanças? Trazemos personagens conhecidos, que as pessoas tenham algum tipo de curiosidade para entender um pouco mais o lado pessoal, e vamos explorar essa dimensão financeira, acertos e erros, até humanizar essa relação com o dinheiro”, complementou.

Além de Teco e Stulbach,Caio Mesquita, CEO da Empiricus Research, completa o time do “Mesa Quadrada”. Até o momento, o podcast contém três episódios que trouxeram depoimentos e reflexões do chef Alex Atala, o ator Tony Ramos, e o comentarista Craque Neto.

As atualizações acontecem sempre aos sábados em todas as plataformas digitais nas quais o podcast foi disponibilizado.

 

 

Arthur Picoli deixa a vergonha de lado e posa de cueca

O ex-BBB Arthur Picoli fez um ensaio fotográfico ousadíssimo e compartilhou com os fãs nesta noite. Em seu perfil do Instagram, o crossfiteiro exibiu um registro só de sunga durante sessão de fotos.

“Ensaio antigo. A vergonha acabou e eu postei”, confessou na legenda.Nos comentários, os fãs não pouparam elogios. “Perfeição”, comentou uma seguidora. “Lindão”, disse outro. “Amei”, completou uma internauta. Recentemente, Arthur Picoli contou que brigou com Gil do Vigor fora da casa por mentira no ‘BBB’.

Como estão os atores de ‘Pantanal’ 31 anos depois da estreia da novela

Morte, doença e disputa com a Globo: O elenco de Pantanal 30 anos depois As trajetórias dos artistas que fizeram parte do elenco da novela chamam atenção O maior fenômeno de audiência fora da Globo, Pantanal completa 30 anos de sua estreia com diversos nomes de seu elenco se envolvendo em polêmicas que vão de cuspe até falência. Pantanal estreou no dia 27 de março e completará 30 anos em 2020, sendo considerada a novela de maior sucesso da extinta TV Manchete. A trama de Benedito Ruy Barbosa revelou vários atores que depois despontaram em produções da Globo em papéis importantes e teve grande audiência, terminando com a media de xxx pontos. O último capítulo chegou a 31, seu maior Ibope.

Cristiana Oliveira

A atriz protagonizou a novela como Juma, onde despontou para o sucesso chamando a atenção por sua beleza e estilo rústico na novela. Consolidando sua carreira na Globo, depois do término de Pantanal, e protagonizando produções como Quatro por Quatro . Cristiana foi viciada em cigarro durante muitos anos e confessou que somente conseguiu abandonar o vício em 1998, contando com a ajuda do amigo, o também ator Vítor Fasano. Outro problema que a atriz passou no início dos anos de 1990 foi na sua relação com Rafael Ilha. Eles namoravam e o ex-polegar confessou que usou drogas na frente dela no período.

 

Carolina Ferraz

 

Carolina, de 52 anos, estava em início de carreira quando aceitou fazer a Irma na fase jovem. Ela logo ganhou destaque na Manchete e se transferiu para Globo em 1992, integrando o Fantástico. Logo voltou para dramaturgia e emendou diversos trabalhos no canal, protagonizando várias novelas. Ela ficou marcada pela jovem rebelde de Por Amor (1997), a mocinha de Pecado Capital (1998) e a vilã Norma de Beleza Pura (2008). Seu último projeto no canal ocorreu em Haja Coração (2016).

 

 

Sérgio Reis

Sérgio Reis, de 78 anos, fez sucesso como músico, mas também trabalhou como ator, tendo longa parceria com Benedito Ruy Barbosa. Em Pantanal, deu vida ao personagem Tibério, recebendo elogios na época dos especialistas pelo seu desempenho. Após a novela Paraíso (2009), ele em 2010 entrou para política e se candidatou ao cargo de Deputado Federal por Minas Gerais, mas desistiu da disputa. Quatro anos depois, voltou a brigar pela função e foi eleito pelo estado de São Paulo com mais de 45 mil votos. Votou a favor do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e apoiou o atual presidente Jair Bolsonaro. Uma das pautas defendidas pelo sertanejo é a diminuição da maioridade penal. “Hoje quem tem 14 anos é mais inteligente que a gente. Temos é que complicar a vida dos bandidos. Se existe lei, ela tem que ser cumprida. Os bandidos se aproveitam dos menores e nós temos que proteger esses jovens”, declarou Sérgio Reis.

 

Marcos Winter

Com 53 anos, teve papel de destaque em Pantanal ao interpretar Jove, o que fez sua carreira girar e chamar atenção dos principais diretores e autores da época, sendo considerado um dos maiores galãs dos anos de 1990. Após perder espaço em novelas da da Globo, assinou com o SBT e trabalhou em Vende-se um Véu de Noiva. Ele confessou que passava por problemas financeiros e declarou falência, tendo que vender quase todos os seus bens. “Para você ter uma ideia, nos últimos sete anos fiquei quatro sete anos fiquei quatro anos e meio, quase cinco, sem renda, ou seja, tudo que eu tinha foi. Vendi tudo. Minha casa, em Vargem Grande, no Rio. Tenho meu Fusquinha hoje porque herdei quando meu pai morreu, há 30 anos”.

 

Marcos Palmeira

Marcos Palmeira, de 56 anos, é um dos maiores galãs da sua geração e esteve em Pantanal, atuando como Tadeu. A novela o projetou para o sucesso e permitiu com que ele se tornasse um galã e protagonizasse uma série de novelas na Globo, a mais recente .foi A Dona do Pedaço (2019). Além de ator, Marcos também é ativista e já recebeu indicação ao Emmy Internacional na categoria de Melhor Ator, pela série Mandrake, em 2013. Além de ator, Palmeira é também empresário e dono de uma fazenda que produz alimentação orgânica.

José de Abreu interpretou o personagem Gustavo e o ator, de 73 anos, não apenas se popularizou pelos seus trabalhos na TV Globo – Avenida Brasil (2012), por exemplo, fez muito sucesso como Nilo – mas também pelas suas posturas polêmicas, principalmente mente nas redes sociais Em 2016, ele cuspiu em um casal em um restaurante japonês em São Paulo durante uma discussão. O ator alegou que foi provocado e xingado pelos dois clientes por ele apoiar o PT. “O cara ao lado começou a me chamar de ladrão e a chamar minha mulher de vagabunda. Foi natural: fiquei com a cabeça quente. Quem não ficaria?”

 

Kito Junqueira

Kito Junqueira foi o personagem Pistoleiro e fez outros trabalhos de prestígio, como a novela Por Amor (1997). Ele morreu em agosto do ano passado, aos 71 anos, quando a trama de Manoel Carlos ainda estava no ar. Kito teria passado mal no início da madrugada e, mesmo com o Samu sendo acionado, não houve o que pudesse ser feito, pois ele sofreu com um mal súbito. O último trabalho do ator na televisão foi há 10 anos, quando esteve na série A Lei e o Crime da Record. No ano anterior, em 2008, ele se despediu das novelas ao viver Paulo Castelli em Chamas da Vida, na mesma emissora.

 

Tânia Alves

Tânia Alves era a empregada Filó jovem. A atriz fez outros trabalhos conhecidos após Pantanal, como Pedra Sobre Pedra e O Clone, ambas da Globo. Seu mais recente trabalho nas telinhas foi na trama Laços de Sangue, exibida em 2011 pela emissora. Em 2017, Tânia foi uma das participantes do Dancing Brasil, na Record.

 

 

 

 

 

 

Ângela Leal

Ângela Leal dava vida à Maria Bruaca em Pantanal, uma jovem maltratada pelo marido que acaba dando a volta por cima após arrumar um amante! Na vida real, a atriz, que atualmente tem 69 anos, é mãe de Leandra Leal. Ângela é uma das atrizes mais respeitadas da Record, tendo feito a própria Dona Xepa na novela homônima da emissora, em 2013. Em 2017, ela voltou à Globo em Novo Mundo e fez alguma aparições na série Sob Pressão.

 

Luciene Adami

Hoje com 56 anos, Luciene lembrou que na trama de 1990 sua personagem protagonizou diversas cenas completamente despida. Para ela, fica impossível contar a história sem colocar o elemento da nudez.

Além disso, ela disse que adoraria participar da nova versão da novela, desta vez como mãe de Guta.

“Antes de a pandemia começar, eu estava morando em São Paulo, mas acabei me mudando para Porto Alegre, para ficar mais perto dos meus pais. Mas é claro que eu toparia passar uma temporada no Rio para gravar a novela, se fosse convidada. Acho que hoje eu poderia viver a mãe da Guta, a Maria Bruaca, que na época era interpretada pela Ângela Leal”, disse.

Cássia Kis

 

Cássia Kis também integrou o elenco da novela, apesar de ter feito poucos episódios. A atriz era Maria Marruá, a mãe da jovem Juma, interpretada por Cristiana Oliveira em sua fase adulta, que morre assassinada por encomenda. Dois anos antes, Cássia vivia um de seus principais papéis: a assassina de Odete Roitman em Vale Tudo, exibida em 1988 pela Globo. A atriz esteve no elenco de Nada Será Como AntesA Regra do Jogo e Os Dias Eram Assim. Seu trabalho mais recente é Ilha de Ferro, série global.

 

Jussara Freire

 

Na trama, Jussara Freire era Filó, a empregada humilde de José Leôncio, acabou se envolvendo com ele ao longo da história. Em 2005, a atriz fechou contrato com a Record e atuou em Vidas OpostasPecado Mortal e Escrava Mãe. O último papel de Jussara nas telinhas foi como Tamar Koheg em Apocalipse, novela da mesma emissora.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *