26 fevereiro 2021, 8:37
Créditos: Marco Verch (via Flickr)

Pfizer começa testes de vacinas contra o coronavírus em mulheres grávidas

As farmacêuticas Pfizer e BioNTech anunciaram nessa quinta-feira (18) que iniciaram os testes da vacina contra a covid-19 em gestantes com 18 anos ou mais. De acordo com as empresas, o estudo pretende avaliar “a segurança, a tolerabilidade e imunogenicidade da vacina” em mulheres grávidas.

Os testes serão realizados em cerca de 4.000 mulheres grávidas saudáveis. Elas serão vacinadas da 24ª a 34ª semana de gestação. Dessa forma serão aplicadas nas gestantes duas doses da vacina ou de um placebo, administradas com 21 dias de intervalo. As voluntárias serão monitoradas de 7 a 10 meses após a imunização.

O estudo também vai avaliar a segurança da vacina nos bebês das mulheres grávidas, verificando se há transferência de anticorpos das mães aos filhos. Os bebês serão acompanhados por 6 meses após o nascimento.

Conforme o protocolo dos testes, após o nascimento de seus filhos, as mulheres que estiverem no grupo do placebo receberão a vacina.

William Gruber, vice-presidente sênior de Pesquisa e Desenvolvimento Clínico de Vacinas da Pfizer, disse que o início dos testes é motivo de “orgulho” para a empresa.

“Estamos orgulhosos de iniciar este estudo em mulheres grávidas e continuar a reunir evidências sobre segurança e eficácia para potencialmente apoiar o uso da vacina por subpopulações importantes”, afirmou.

“As mulheres grávidas têm um risco aumentado de complicações e de desenvolver a covid-19 de forma grave, por isso é fundamental que desenvolvamos uma vacina que seja segura e eficaz para essa população. Estamos profundamente gratos aos voluntários que estão se inscrevendo no estudo e aos investigadores do local que estão liderando este trabalho”, declarou o executivo.

(Com informações: Poder360)

Veja também: Fiocruz recebe mais 2 milhões de doses na próxima semana

Veja também

Em condições favoráveis, vacina da Pfizer tem validade de 60 dias

A vacina contra covid-19 desenvolvida pela farmacêutica norte-americana Pfizer em parceria com a empresa de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *