3 março 2021, 4:57
Reprodução/Poder360

Bolsonaro apela contra greve dos caminhoneiros e estuda reduzir impostos

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira (27) que tratou com o ministro Paulo Guedes (Economia) sobre a redução do PIS/Cofins que incide sobre o óleo diesel. A medida, se efetivada, é vista como um aceno a caminhoneiros que ameaçam fazer greve e reclamam do aumento no preço do combustível.

“Não interfiro na Petrobras, quero deixar bem claro. Ela continua com sua política de preço. Atualmente, R$ 0,33 do litro do diesel vai para PIS/Cofins. Isso que estamos buscando diminuir. Mas, a cada R$ 0,01, são R$ 800 milhões que temos que arranjar em outro lugar. Não dá para dizer [quando será decidido]”, disse a jornalistas no Ministério da Economia.

“Reconhecemos o valor dos caminhoneiros para a economia do Brasil. Apelamos para eles que não façam greve, todos vamos perder, sem exceção”, declarou. Completou dizendo que “a solução não é fácil” e que o governo está “buscando uma maneira de não ter mais esse reajuste”.

Bolsonaro afirmou que está “pronto para zerar” os encargos federais. “A gente vai para o sacrifício”, disse. “Mas gostaria que o ICMS acompanhasse também essa diminuição”, emendou.

Preços

Por causa da pandemia, o preço do óleo diesel no varejo teve queda de 3,30% em 2020, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Para 2021, os preços dos combustíveis no Brasil sofrem pressão para cima, com expectativa de recuperação da cotação internacional do petróleo.

(Com informações: Poder 360)

Veja também

Pernambucanas pode pagar multa de R$5.000 a R$ 50 mil por propaganda enganosa

Com multa avaliada de R$ 5.000 a R$ 50 mil, a loja Pernambucanas de Campo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *