26 fevereiro 2021, 21:20
Getty Images

Rede privada terá vacinas só depois que SUS for atendido

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse nesta quinta-feira (17) que as clínicas privadas poderão importar vacinas contra a covid-19 só depois que a demanda do SUS (Sistema Único de Saúde) for atendida.

“Sim [rede privada poderá comprar], autorizado por nós, a partir do momento em que a gente já tenha cumprido o que a gente precisa receber. Claro que precisa comprar também no privado, mas com prioridade para o SUS, com prioridade para o nosso programa nacional, que é para todos”, afirmou o ministro em sessão de debates no Senado Federal.

Pazuello reafirmou que haverá um plano unificado de vacinação no país. Será um só plano para Estados e municípios, que receberão as vacinas simultaneamente. O volume que cada um receberá será proporcional ao tamanho da população nos grupos prioritários para a vacinação.

“É um plano só para um país só. Não haverá separação de Estado nem município, nem por classe de nada. Todos os brasileiros serão vacinados igualitariamente e todos os Estados receberão dentro da proporção dos grupos a vacina simultaneamente para que haja a vacinação grátis para todos os brasileiros”, declarou.

(Com informações: Poder 360)

Veja também

COVID longa é um dos mais novos desafios da doença para a ciência

O novo coronavírus chegou oficialmente no Brasil em 26 de fevereiro de 2020, data em …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *