25 fevereiro 2021, 21:32
Reprodução

Duas pessoas têm reação alérgica à vacina da Pfizer nos EUA

Dois profissionais da saúde tiveram reação alérgica depois de receberem a vacina da Pfizer/BioNTech contra Covid-19 no Alasca, Estados Unidos. Segundo informações da mídia internacional, ambos trabalham no mesmo local, o Hospital Regional Bartlett, em Juneau, capital do Estado. Um deles precisou ser internado.

O primeiro caso é uma mulher, no qual não obtinha de histórico de alergia. Contudo ao tomar o imunizante, 10 minutos depois, nesta terça-feira (15), ela  apresentou erupções cutâneas no rosto e tronco, e sofreu de falta de ar e aumento da frequência cardíaca.

Conforme relato de Lindy Jones, diretora médica do departamento de emergência do hospital, a profissional de saúde está sendo tratada com esteroides e injeções de epinefrina. Mas quando a medicação é retirada, as reações alérgicas reaparecem. Por isso, ela segue internada.

O segundo caso foi de um homem, que receber a dose na quarta-feira (14), porém ele apresentou inchaço nos olhos, tontura e coceira na garganta. Sendo levado ao pronto-socorro e liberado depois de uma hora.

De acordo com Jerica Pitts, porta-voz da Pfizer, a empresa ainda não tinha todos os detalhes dos casos ocorridos no Alasca, mas que está trabalhando com as autoridades locais de saúde. Segundo ela, a vacina vem com informações alertando que o tratamento médico deve estar disponível no caso de uma reação alérgica rara.

(Com informações: Portal MS)

Veja também: Bandido é morto durante tentativa de assalto no Monte Castelo

Veja também

Em condições favoráveis, vacina da Pfizer tem validade de 60 dias

A vacina contra covid-19 desenvolvida pela farmacêutica norte-americana Pfizer em parceria com a empresa de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *