22 janeiro 2021, 4:49
Foto: Divulgação

Crianças e idosos escrevem cartinhas para Papai Noel e esperam presentes de Natal

Se o bolso do “Bom Velhinho” anda murcho, que tal se tornar um auxiliar dele? Um pequeno gesto pode mudar tudo

Em cada cartinha um pedido e em cada linha o sonho de um Natal mais feliz. Dia 25 de dezembro está chegando e é a hora de pedir presentes para o “Bom Velhinho”. São pedidos de todos os tipos, tem bonecas, carrinhos, personagens de super-heróis, patinetes, barraca, bicicleta, Barbie, uma infinidade de desejos que colorem as folhas em branco.

Meninos e meninas que na véspera do Natal sonham acordados com o presente, mas o Papai-Noel não aparece. A história triste pode ter um fim diferente! Se o bolso do “Bom Velhinho” anda murcho, que tal se tornar um auxiliar dele? Um pequeno gesto muda tudo.

Os Correios realizam há mais de 30 anos uma campanha para conseguir pessoas dispostas a adotar uma cartinha e investir no sonho de uma criança. Em 2020, as tradicionais cartas de papel foram substituídas pela versão digital, por conta do novo coronavírus. A coordenadora da campanha Papai-Noel dos Correios em Mato Grosso do Sul, Olga Martinez Torres, explica como os voluntários podem adotar um pedido.

“Este ano a adoção de cartas será feita somente pela internet. Padrinhos e madrinhas devem acessar o Blog do Papai-Noel dos Correios e clicar em ‘Adotar Agora’, e com base na localidade informada, serão disponibilizadas as cartinhas e as sugestões de locais para entrega dos presentes. Os padrinhos receberão no e-mail cadastrado a confirmação da adoção”, elucida Olga.

Olga enfatiza que a campanha é para crianças de até 10 anos de idade e que também contempla alunos de escolas públicas. “A iniciativa também contempla cartinhas enviadas por alunos da rede pública, até o 5º ano do Ensino Fundamental e por crianças acolhidas em creches, abrigos e núcleos socioeducativos”, reforça.

Tire esse sonho do papel

Em entrevista ao Viver Bem, a pequena Julia Checchi, 10 anos, revelou que todos os anos escreve para o “Bom Velhinho” e que sempre ganha o que pediu. Em 2019 ganhou um patins que usa até hoje. Neste ano, o desejo é um kit de slime ou um jogo de tabuleiro.

“Eu estava pensando como eu ia escrever, minha mãe me ajudou, fiquei muito animada e entusiasmada, porque nós vamos ganhar um dos presentes que pedimos. Até hoje eu brinco com o meu presente do ano passado, e este ano pedi um kit de slime ou um jogo de tabuleiro; qualquer um que eu ganhar vou ficar feliz”, conta sorrindo com os olhos.

Artur Guilherme Checchi, de 9 anos, conta que para este ano quer muito ganhar um skate ou uma bicicleta só para ele. “No ano passado eu ganhei um carrinho de controle remoto, brinco muito com ele ainda. Esse ano foi legal escrever a cartinha, eu estava de boa, sem imaginação, minha mãe me ajudou. Quero uma bicicleta ou o skate, porque eu só ando na bicicleta da minha irmã e se eu ganhar pelo menos não vou mais precisar dividir”, explica dando gargalhada.

Porém, mais importante que os brinquedos, os irmãos sabem que o importante mesmo é celebrar a data ao lado da família e das pessoas que eles amam. “Fico feliz e agradecida em saber que alguém de bom coração adotou nossa cartinha, mas eu gosto do Natal não só pelos presentes mas porque a minha família toda se reune e é muito legal estar junto com todo mundo, com as pessoas que amamos”, afirma Julia.

Idosos também querem presentes

Não são só as crianças que na chegada do Natal esperam por um presente especial. A época natalina contagia todas as idades e, no Sirpha Lar do Idoso, os moradores e moradoras do local já sabem qual presente querem ganhar do Papai e da Mamãe-Noel.

Neste ano, os pedidos incluem perfumes, hidratantes, pijamas, vestidos, chocolates, relógios, livros de colorir, kits para banho e até pen drives com músicas sertanejas e de pagode. A lista de presentes faz parte da ação que acontece há dez anos, o Natal Solidário Sirpha.

De acordo com a assistente social Nathália Grabowski, a data é muito aguardada pelos 79 idosos que residem na instituição. “É mágico, eles adoram, eles esperam muito por isso. É uma das poucas datas em que eles mais recebem presentes, mais são agraciados. Tem muitos que veem de uma forma positiva, é um momento bom porque a maioria já mora aqui há muitos anos e acaba que nós nos tornamos a família deles”, comenta.

Para a entrega dos presentes, o Sirpha realiza uma festa, coloca a decoração natalina, música e chama um Papai-Noel e a Mamãe-Noel. Segundo Nathália, os idosos gostam de receber aquilo que pediram das mãos do próprio “Bom Velhinho”. “Eu tava falando para uma pessoa que apadrinhou e já queria entregar o presente que para eles é importante receber do Papai-Noel. É um momento mágico em que eles se tornam crianças, é muito bonito”, ressalta.

Fique atento aos prazos

  • As cartinhas que as crianças escrevem poderão ser enviadas para o Blog do Papai-Noel dos Correios até o dia 3 de dezembro seguindo todas as regras que estão no site. A entrega dos presentes será feita gradativamente, conforme vão chegando às unidades dos Correios.
  • Os interessados em apadrinhar um ou mais idosos podem levar o presente ao Sirpha até o dia 10 de dezembro; a instituição fica na Rua Luxo, 125, no bairro Nova Lima. A entrega dos presentes será feita no dia 18 do mês que vem. Para mais informações é só entrar em contato pelo número (67) 99170-7797.

(Texto: Bruna Marques e Jéssica Vitória)

Veja também

Começa em março recapeamento que beneficia 18 bairros da Capital

Está previsto para iniciar no mês de março cerca de 34,9 quilômetros de recapeamento, beneficiando …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *