18 janeiro 2021, 6:44
Imagem: Marketing-Assecom

12ª Feira do Artesão Livre “Especial de Natal’ conta com produção de reeducandos

Com peças artesanais variadas produzidas em unidades prisionais da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), o Ministério Público Estadual realiza no próximo de 1ª de dezembro a 12ª Feira do Artesão Livre Especial de Natal.

Dessa forma 12ª Feira do Artesão Livre é uma ação conjunta entre a Agepen e o Ministério Público Estadual, por intermédio da 50ª Promotoria de Justiça, com a colaboração do Conselho da Comunidade de Campo Grande e do Instituto Ação pela Paz.

A exposição irá reunir 280 peças de artesanato que foram produzidas por custodiados do Instituto Penal de Campo Grande, Presídio de Segurança Máxima, Centro de Triagem, Presídio de Trânsito, Estabelecimento Penal Feminino “Irmã Irma Zorzi” e Estabelecimento Penal Feminino de Regimes Semiaberto e Aberto de Campo Grande.

Dentre os itens disponíveis para a venda estão bordados, esculturas, cerâmicas, produtos variados de crochê, arte com recicláveis e caixas decoradas em MDF. Alguns dos materiais foram produzidos a partir de cursos de qualificação disponibilizados pela Agepen e parceiros, reforçando o trabalho e a capacitação técnica como meio de reinserção social e combate à reincidência criminal.

Em suma a iniciativa tem como objetivo apresentar à sociedade os trabalhos laborais desenvolvidos pelos custodiados, sendo que os valores arrecadados com a venda dos produtos artesanais são revertidos ao custodiado que o elaborou e ao sustento de sua família.

Edição Virtual

Contudo a edição deste ano será realizada em formato virtual, e ocorrerá no dia 1º de dezembro das 9h às 18h.  Os produtos serão expostos e vendidos em grupo do WhatsApp e a entrega em domicílio.

Sendo assim o link para acesso ao grupo onde será exposta as fotos dos artesanatos a serem vendidos será: https://chat.whatsapp.com/GDQBwLymECZ8qi19uWP7HG

Para efetuar as compras, o cliente irá escolher o produto pela fotografia e sinalizar que tem o interesse em comprá-lo, informando o código identificador de cada peça.

Logo para finalizar as compras, deverá encaminhar mensagem ao número de WhatsApp do Apoio da 50ª Promotoria de Justiça (67) 99336-7742, quando obterá informação do número da subconta judicial respectiva para depósito. O pagamento será feito mediante transferência bancária.

(Divulgação: Portal MS)

Veja também

A hora da dança

Cia. Dançurbana e Cia. do Mato ganham Prêmio Funarte Respirarte Uma fez um retrato do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *